Carros

Toyota anuncia plano global e vai desenhar carros em São Bernardo

Divulgação
Fábrica, que atualmente só faz peças, vai ter um centro de pesquisa e desenvolvimento Imagem: Divulgação

André Deliberato

Do UOL, em São Paulo (SP)

"A fábrica da Toyota em São Bernardo do Campo e seu novo centro de pesquisa será a base para o desenvolvimento de novos produtos no Brasil."

Estas foram as palavras de Koji Kondo, presidente da Toyota do Brasil, que celebrou nesta segunda-feira (22) ao lado de outras autoridades mais um passo para a revitalização da sede da empresa no ABC paulista, que atualmente só produz peças para Corolla e Etios nacionais e ajuda no desenvolvimento de bielas e virabrequins dos motores de Camry e Corolla norte-americanos. 

A primeira etapa havia acontecido em março, quando as equipes administrativa e comercial mudaram-se de SP para São Bernardo; foi aberto um terceiro turno para forjaria e adotado o conceito "Ecofactory" que, entre outras iniciativas ambientais, faz reuso de água de chuva e usa energia de painéis solares. Até agora foram R$ 46 milhões investidos na instalação da nova estrutura dentro do complexo.

Divulgação
Cerimônia contou com a presença do Chairman da Toyota, Takeshi Uchiyamada; do CEO para América Latina e Caribe e Chairman da Toyota do Brasil, Steve St. Angelo; do presidente da Toyota do Brasil, Koji Kondo, e outros executivos da empresa, além do vice-governador de SP, Márcio França; da diretora do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Margarete Gandini; do prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho, e do presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Rafael Marques Imagem: Divulgação

Brasileiro, mas global

A maior novidade é o lançamento do Centro de Pesquisa Aplicada (o primeiro da montadora na América Latina), criado de acordo com a empresa para trabalhar, principalmente, no desenvolvimento de novos produtos para o Brasil e para fora.

"De agora em diante, a Toyota do Brasil será capaz de contribuir ainda mais com o desenvolvimento dos próximos projetos, seguindo sempre a premissa global da companhia de produzir carros cada vez melhores”, ressalta o chefão Kondo. Um departamento de design foi incorporado a este centro.

Por conta disso, a fabricante não teve medo em dizer que a sede "renasceu" -- durante a cerimônia, a empresa promoveu até o termo "São Bernardo Reborn".

Mas ainda não foi desta vez, embora esse assunto tenha sido fortemente especulado nos últimos meses, que a marca confirmou a montagem do Prius no Brasil -- fato que o transformaria no primeiro híbrido nacional. Quem sabe na terceira etapa de revitalização da fábrica...

Divulgação
Engenheiros da Toyota vão rodar com Corolla, Prius, Etios, Hilux e SW4 por mais de 20 mil quilômetros para conhecer todas as condições de rodovias e pavimentações Imagem: Divulgação

Explorar para conhecer

Para completar a data festiva, a Toyota também apresentou o projeto "5 Continents Drive", que levará engenheiros da marca para rodar de Corolla, Prius, Etios, Hilux e SW4 por mais de 20 mil quilômetros em toda a América Latina (5 mil só no Brasil) e conhecer na prática as mais diversas e adversas condições de rodovias e pavimentações -- a ideia é nova por aqui, mas já passou por Austrália e América do Norte, entre 2014 e 2015.

"O anúncio reforça o compromisso da Toyota com Brasil e América Latina. O centro de pesquisa também nos permitirá realizar mudanças mais rápidas em direção à nossa missão de desenvolver carros cada vez melhores", completa Steve St. Angelo, CEO da Toyota para América Latina e Caribe e Chairman da Toyota Brasil.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo