Topo

Carros

Mitsubishi aposta pesado em nova L200 Triton para ressurgir no Brasil

André Deliberato<br>Leonardo Felix

Do UOL, em São Paulo (SP)

09/08/2016 17h26

Vivendo período de vacas magras no Brasil por conta da crise que aflige o setor de carros, que desde 2013 amarga quedas seguidas de vendas, a Mitsubishi decidiu juntar forças para lançar no país a nova geração da picape L200 Triton, que chega às lojas em outubro e deverá ser a grande estrela da empresa no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro.

Batizado pela empresa de "All new L200 Triton Sport", o modelo será produzido em Catalão (GO) e irá conviver com a atual L200. Serão três versões de acabamento (Sport HPE Top, Sport HPE e Sport GLS) e um novo motor turbodiesel feito em alumínio -- segundo a empresa, é a primeira picape a utilizar tal tecnologia. São quatro cilindros, 2,4 litros, 190 cv e 43,8 kgfm de torque). Confira os preços:

+ L200 Triton Sport HPE Top -- R$ 174.990
+ L200 Triton Sport HPE -- R$ 164.990
+ L200 Triton Sport GLS -- R$ 131.990

Com isso, a nova geração se posiciona acima do modelo atual, que custa entre R$ 91.990 (2.4 flex Outdoor) e R$ 146.990 (3.2 TD Savana A/T).

A meta da nova geração da picape é trazer de volta clientes que fugiram da marca, algo parecido com o que o crossover ASX fez no Brasil quando estreou em 2011 -- ele chegou a liderar o segmento de SUVs médios. Além disso, a empresa também planeja recuperar o prestígio entre aqueles que praticam o off-road pelo "excesso de tecnologia que o modelo irá oferecer".

Atualmente, a Mitsubishi é a 13ª marca mais vendida do país (foram apenas 8.538 automóveis e comerciais leves emplacados de janeiro a julho de 2016), mas está longe de alcançar a Citroën, a 12ª, e à frente só de marcas chinesas, premium e da Kia, que também não vive seus melhores dias.

Divulgação
Mitsubishi L200 Triton de nova geração chega em outubro, mas irá conviver com a atual Imagem: Divulgação

Como ela é

De acordo com a empresa, a quinta geração da L200 Triton é inteiramente nova e pretende ser "a picape mais equilibrada do mercado". O visual, porém, não segue esse equilíbrio informado pela montadora e será motivo de discussão.

Mais Carros