Topo

Testes e lançamentos

Fiat guarda último Uno/Mille como relíquia em Betim; assista

Reportagem: Eugênio Augusto Brito e Leonardo Felix. Imagens: Rodrigo Ferreira e Murilo Góes

Do UOL, em Betim (MG)

11/07/2016 19h18

A lei que obrigou todos os carros produzidos no Brasil a saírem de fábrica com ABS (sistema antitravamento dos freios) e airbags frontais, a partir de 1º de janeiro de 2014, representou -- indiretamente -- o fim de linha para dois clássicos das ruas brasileiras: Fiat Mille (o antigo Uno) e Volkswagen Kombi.

No caso do Mille, a despedida oficial foi anunciada em dezembro de 2013, com o lançamento da série especial Grazie Mille ("obrigado, Mille", em italiano). Limitada a 2.000 unidades numeradas, a edição foi oferecida em duas cores: prata e um tom claro de verde denominado "Saquarema".

Foi com esta última opção de pintura que saiu da linha de montagem o Grazie Mille número 2.000, oficialmente o último Uno/Mille fabricado na história. Seu destino já estava selado: entrar para o acervo de modelos históricos da fabricante, na fábrica de Betim (MG).

Daniel Simonetti, assessor de comunicação e responsável pela frota de clássicos, contou a UOL Carros como convenceu a empresa a não se desfazer do 2.000º Grazie Mille, trabalho que incluiu até a inversão do processo de produção para que o último hatchzinho saísse pintado de verde, não prata.

Confira no vídeo.

Mais Testes e lançamentos