Carros

Prestes a ser renovada, Amarok ainda tem seus trunfos; assista

Leonardo Felix

Do UOL, em São Paulo (SP)

30/06/2016 15h19

Lançada em 2010 para colocar a Volks na briga entre picapes médias, a Amarok completou em fevereiro deste ano seis anos de vida no Brasil, praticamente sem passar por mudanças -- a maior alteração foi o acréscimo do câmbio automático de oito marchas, em 2011 (antes, a transmissão era manual de seis marchas).

À época, o utilitário contava com um pacote sensivelmente mais moderno que o da concorrência, mas as recentes atualizações de Toyota Hilux, Chevrolet S10 e Ford Ranger, além da chegada da Fiat Toro, a deixaram um pouco para trás.

Não que a Amarok ainda não tenha trunfos: em alguns aspectos, ela segue em patamar igual ou até superior ao das rivais -- como a posição de dirigir, por exemplo. Faltam, contudo, atualizações em visual, acabamento e tecnologia.

Quer saber quais são seus pontos fortes e fracos? Confira no vídeo, que mostra uma versão de topo Highline, automática, com cabine dupla (R$ 162.990)

O que muda e o que fica

Segundo os parceiros da Car and Driver Brasil, a fabricante já prepara o facelift da Amarok para começar a ser produzido em Pacheco (Argentina), de onde vem importada, ainda este ano. Isso significa que nosso mercado deve receber a novidade em breve, com presença mais do que esperada para o Salão de São Paulo, que acontece entre os dias 10 e 20 de novembro.

Além de visual levemente renovado e mudanças internas, a picape deve receber um novo motor V6 turbodiesel, calibrado para entregar 163, 204 ou 224 cv, chegando a excelentes 56 kgfm. Tudo para se desvencilhar de vez da imagem negativa deixada pelo propulsor EA189, imerso no escândalo do dieselgate.

Ainda não há confirmação sobre quais configurações de potência serão oferecidas por aqui. Atualmente o 2.0 biturbo gera 180 cv e 42,8 kgfm, números inferiores ao de S10, Ranger e Hilux em termos de torque. A caixa de transmissão continuará sendo a excelente automática de oito marchas, da ZF, com as duas primeiras servindo como reduzidas.

Tração 4x4 permanente e posição de dirigir muito semelhante à de um carro de passeio, com assentos bastante confortáveis e volante de Golf, seguirão na linha (até por serem dois dos pontos mais fortes da Amarok), porém agora acompanhados de central multimídia modernizada e nova disposição da faixa central do painel, ao estilo coreano e com mais elementos em preto brilhante.

Veja em detalhes como deve ficar a Amarok sul-americana no álbum acima, que mostra a reestilização já apresentada ao mercado europeu.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo