Carros

Novo Compass "completa" palco da Jeep no Salão de SP; veja flagra

Hudson Melo/UOL
SUV vem sendo exaustivamente testado em Pernambuco e Minas, regiões das duas fábricas do grupo FCA; aqui, duas unidades andam em comboio no Recife Imagem: Hudson Melo/UOL

André Deliberato

Do UOL, em São Paulo (SP)

24/06/2016 08h17

O Jeep que vem sendo testado há alguns meses no Brasil, reconhecido pelo codinome "551", já tem identificação: trata-se da nova -- e global -- geração do Compass -- o nome ainda não está confirmado, mas não deve sofrer alterações.

Pelas fotos dos leitores Hudson Melo e Marcos Oliveira, ambos de Pernambuco, é possível notar que ele será maior que o Renegade e menor que o Cherokee. Assim, nascerá com tarefa ousada: brigar pela liderança da categoria de SUVs médios, contra fortes rivais, como Hyundai ix35, Kia Sportage e Honda CR-V.

Como UOL Carros antecipou, ele será o terceiro produto a sair da linha de montagem da planta da Jeep em Goiana (PE), que já produz o Renegade e a picape Fiat Toro. O novo Compass também será montado sobre esta plataforma.

Tamanha responsabilidade demanda um projeto maduro. Por conta disso, o modelo atrasou sua estreia: seria mostrado no Salão de Nova York, em abril, mas ficou para o Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro, a pedido do chefão global da FCA, Sergio Marchionne.

Fontes ligada à marca, em diferentes países, apontam que Estados Unidos, Europa e China também devem receber o novo carro, inclusive com fabricação local. Mas isso, apenas após a chegada do SUV às lojas brasileiras, ainda no final deste ano.

Marcos Oliveira/UOL
Já este outro flagra, também na capital pernambucana, mostra novo Compass seguindo uma Fiat Toro camuflada; modelos dividirão plataforma Imagem: Marcos Oliveira/UOL

Linha completa, preço justo

Obviamente, para rivalizar com a turma do andar intermediário, o novo Jeep Compass não pode exagerar no preço. E ter um pacote recheado também será essencial. Prova do que não deve ser feito está na atual situação de Honda CR-V e Kia Sportage, que passaram a custar cerca de R$ 135 mil e tendem a afugentar clientes, sobretudo na comparação com o ix35.

Segundo a Fenabrave, o SUV da Hyundai vende cerca de 800 carros/mês, contra aproximadamente 220 do SUV da Honda. O novo Sportage faz sua estreia agora.

Desse modo, versões flex podem partir dos R$ 120 mil, conflitando com as configurações mais caras do Renegade turbodiesel. Nessa toada, as opções mais caras do novo SUV podem chegar a valores próximos aos do Cherokee de entrada, que começa em cerca de R$ 160 mil. Isso completaria a linha Jeep.

Mande fotos por e-mail ou WhatsApp

Se você fotografar ou filmar um carro diferente e/ou camuflado, envie para UOL Carros, com seu nome completo, RG e/ou CPF, telefone, cidade de residência e local do flagra. A critério da Redação, elas podem ser publicadas, sempre com o devido crédito ao autor. Não há remuneração.

UOL Carros também usa o WhatsApp como forma de receber suas imagens: basta adicionar o número +55 11 9-9955-8532. Segue válido a forma anterior, pelo e-mail uolcarros@uol.com.br.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo