Luxo

BMW Série 7 traz chave que parece iPhone, com tela, por R$ 709.950

Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em São Paulo (SP)

19/05/2016 17h10

Nem a chave multifuncional do novo BMW Série 7 é comum: com tela tátil embutida, controla funções como travamento, ignição, volume do combustível e inspeção veicular, além da climatização interna.

Se o freio estiver com problemas, ou se o nível de óleo estiver baixo, ícones amarelos na telinha da chave avisam o motorista, ao mesmo tempo em que alertarão sobre a necessidade de revisão.

Segundo o português Helder Boa Vida, novo presidente e CEO da BMW do Brasil, a chave "parece um iPhone" (e precisa ser carregada como um).

Esta chave pode ser complementada ainda por um tablet, feito para ser usado pelo dono do carro, que provavelmente estará no banco traseiro ou mesmo fora do veículo. O aparelho também comanda computador de bordo, ajustes do ar-condicionado, luz, bancos, conexões à internet e até o sistema de massagens.

Isso mostra como nada mais é convencional no segmento de carros de alto luxo, no qual os modelos estão quase prontos para dispensar o motorista e suas decisões.

O Série 7 tem tanta tecnologia, que a entrega do carro ao cliente inclui uma espécie de "cursinho", que pode durar toda uma tarde.


Mas falta algo

Diferentemente do que já é possível na Europa, o Série 7 que virá ao Brasil não estaciona sozinho (lá, os ocupantes descem e o carro se coloca por conta própria na vaga, sob comando da chave).

Isso, na opinião de UOL Carros, seria um dos detalhes mais interessantes do modelo, por ser prévia de tecnologia autônoma e por facilitar o uso prático de um carro com mais de 5 metros de comprimento.

Por aqui o sistema de carregamento da chave por indução também não será oferecido, por enquanto. Segundo a marca, as duas tecnologias ainda passam por homologação -- não só por questão de prazos com a Anatel, mas de legislação, que ainda precisa ser definida.

"É diferente de estacionar o carro sem as mãos, mas quando você está dentro, como outros modelos oferecem", afirma Emílio Paganoni, gerente de treinamento de produto da marca, citando sistemas assistentes de estacionamento que já existem em modelos diversos de diferentes marcas.

Divulgação
Série 7 tem tanta tecnologia que a entrega ao cliente inclui um "curso" de algumas horas Imagem: Divulgação
Divulgação
Carregamento da chave e estacionamento automático não serão oferecidos ao brasileiro Imagem: Divulgação

Para poucos

Também é preciso ter cacife para colocar um Série 7 na garagem. Ao Brasil, a marca traz apenas a versão de entre-eixos maior (um autêntico "carro de patrão"), o 750 Li M Sport, com pacotes de conforto e esportividade, por R$ 709.950.

Com isso, a fabricante espera vender até 50 carros em 2016, considerado "meio ano" pela marca.

Um V8 biturbo movimenta o carro, que tem cerca de 450 cavalos, gerenciado por câmbio automático de oito marchas. Pacote M de acabamento dá visual externo mais arrojado, com grade, saias laterais e rodas de 20 polegadas. O porta-malas leva até 515 litros de bagagem.

"Queremos que nossos clientes tenham experiência única. É peça única feita com muito cuidado", afirma Boa Vida, citando inclusive o termo "singularidade" ao falar de ajustes ao gosto do cliente.

Tamanha tecnologia é necessária para garantir sobrevida neste nicho, que caiu em números da marca em 2015, ainda que a participação tenha saltado de 25 a 27% -- menos gente comprou sedãs de alto luxo, mais clientes optaram por um BMW.

Divulgação
Fabricante espera vender até 50 carros em 2016, considerado "meio ano" pela marca Imagem: Divulgação

Pacotes

A empresa ressalta a "maestria de construção" e sobre o "ápice de tecnologia da marca" para conforto e assistência aos ocupantes. O teto solar panorâmico Sky Lounge, por exemplo, altera de luminosidade entre seis cores e pode reproduzir um céu estrelado com 15 mil pontos; há também LEDs para luz ambiente espalhados por toda a cabine e ainda um "tapete de luz" para receber ocupantes.

Um outro pacote, chamado Ambient Air, libera fragrâncias e até umidade na cabine. O Executive Drive Pro oferece comandos voltados para o banco traseiro (que podem ser reclinados) e sistema de reconhecimento de gestos no painel central. São itens que reproduzem uma cabine de primeira classe de avião.

Carbon Core é revestimento de carbono para estrutura de alumínio do Série 7, reforçando a segurança. Também acaba sendo mais leve, com cerca de 1.800 quilos, e mais dinâmico.

Controle de cruzeiro adaptativo, sensores de carros nos arredores, objetos e pedestres, suspensão ativa pneumática de ajuste automático com leitura do solo, eixo traseiro com leve esterçamento de rodas, câmeras de visão noturna e observação 360° e até um sensor de fluxo do ar (para abertura automática da grade frontal) compõem a tecnologia de assistência do sedã.

Divulgação
Tablet controla computador de bordo, ar-condicionado, luz, bancos e sistema de internet Imagem: Divulgação

Audi A8L é um dos rivais do BMW Série 7

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

AFP
Bloomberg
AFP
Bloomberg
do UOL
Bloomberg
BBC
UOL Notícias - Cotidiano
BBC
do UOL
BBC
do UOL
UOL Economia - Álbuns
UOL Economia - Álbuns
Estadão Conteúdo
Bloomberg
BBC
BBC
do UOL
Empreendedorismo - do UOL
UOL Economia
do UOL
UOL Economia - Álbuns
Companhia de Viagem
do UOL
do UOL
UOL Economia - Álbuns
do UOL
UOL Economia
BBC
Bloomberg
UOL Economia
UOL Notícias
do UOL
Redação
do UOL
Projetos
Projetos
Projetos
Projetos
do UOL
Projetos
UOL Viagem - Álbuns
Projetos
Projetos
do UOL
Projetos
Topo