Carros

Nissan Kicks será 1º SUV nacional a ter selo de eficiência do Inmetro

Divulgação
Suvinho chega do México com nota A em consumo no segmento e B no geral Imagem: Divulgação

Leonardo Felix

Do UOL, em São Paulo (SP)

06/05/2016 11h20

A Nissan bem que tentou guardar segredo, mas a lista oficial do Conpet (Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular) entregou o jogo: o suvinho Kicks chegará ao mercado em agosto como um dos únicos utilitários-esporte do mercado a receber o selo de eficiência energética do Inmetro.

O outro modelo do segmento a contar com a regalia é o Suzuki S-Cross, importado. Por ora Kicks também virá de fora, mais precisamente do México, mas UOL Carros apurou que os índices de consumo e emissões auferidos pelo órgão serão mantidos com a chegada da configuração nacional, em 2017.

Divulgação
Ei, Giovanna: já postou no Instagram que o Kicks faz 13,7 km/l na estrada com gasolina? Imagem: Divulgação
Afinal, conforme também já contamos, a inédita configuração de 114 cv do motor 1.6 flex, inicialmente feita em Aguascalientes, será nacionalizada junto com o veículo. A transmissão CVT (continuamente variável) vem antes, com estreia confirmada para March e Versa nacionais em junho.

Isso significa que, não havendo mudanças até o início da montagem em Resende (RJ), o Kicks será o primeiro SUV produzido no Brasil a ter o selo oficial do governo atestando sua eficiência em consumo e emissão de poluentes.

O Inmetro concedeu ao jipinho, na versão SL 1.6 CVT, notas A no segmento e B em comparação geral e absoluta. O líder Honda HR-V 1.8 CVT, por exemplo, alcançou respectivamente A e C, mesmas notas dada a praticamente toda a gama do Ford EcoSport, ao Renault Duster 1.6/2.0 manuais e ao Peugeot 2008 1.6 aspirado/turbo manuais.

Jeep Renegade 1.8 manual foi avaliado com B e C, assim como o Peugeot 2008 automático de quatro marchas. Entre os suvinhos feitos aqui, o Renault Duster 2.0 automático registrou o pior desempenho: B e D.

Conheça o interior "refinado" do Kicks

Quanto o Kicks bebe

Ainda de acordo com o Conpet, o Kicks é capaz de fazer 8,1 e 9,6 km/l se abastecido 100% com etanol, nos respectivos ciclos de cidade e estrada. Com gasolina, a média alcançada chegou a 11,4 e 13,7 km/l.

Confira nas tabelas abaixo um comparativo com os concorrentes diretos da versão testada, sempre de acordo com os dados oficiais do Inmetro:

+NISSAN KICKS SL 1.6 CVT
Etanol: 8,1 e 9,6 km/l (cidade e estrada)
Gasolina: 11,4 e 13,7 km/l

+HONDA HR-V EXL 1.8 CVT
Etanol: 7,1 e 8,5 km/l
Gasolina: 10,5 e 12,1 km/l

+JEEP RENEGADE SPORT 1.8 AT6
Não possui dados no Inmetro

+RENAULT DUSTER 1.6 DYNAMIQUE MT
Etanol: 6,6 e 7,4 km/l
Gasolina: 9,5 e 10,7 km/l

+FORD ECOSPORT SE 1.6 POWERSHIFT
Etanol: 6,6 e 8,0 km/l 
Gasolina: 9,7 e 11,5 km/l

+PEUGEOT 2008 1.6 AT4 GRIFFE
Etanol: 6,8 e 7,9 km/l
Gasolina: 9,4 e 11,0 km/l

Configuração única

UOL Carros também pode afirmar que, por enquanto, o Kicks mexicano será oferecido apenas em versões munidas de motor 1.6 de 114 cv e acoplada à transmissão continuamente variável.

Vai faltar fôlego? Fontes consultadas pela reportagem garantem que não, porque o grande trunfo do modelo será seu peso. Embora não haja números oficiais, a expectativa é de que o Kicks seja posicionado entre o March (950 kg) e o HR-V (1.265 kg), em faixa próxima a 1.100 quilos.

O comportamento, asseguram os informantes, será esperto como o do Versa 1.0 3-cilindros, o suficiente para rodar com conforto (mas sem empolgação) na cidade. 

Derivações dotadas de câmbio manual e até mesmo propulsor maior (um 2-litros não cairia mal para agradar um público que quer desempenho na estrada) ficariam para o ano que vem, com início da produção local.

Em cima da versão única será preparada para o lançamento a série especial Kicks Rio, aos moldes do que já foi feito com o March: edição numerada e limitada a 1.000 unidades, decorada com adereços em alusão aos Jogos Olímpicos -- evento do qual ele será o "carro oficial". 

 

March e Versa CVT

O Inmetro também divulgou o desempenho de March e Versa CVT no Conpet e, assim como no caso do Kicks, entregou quais versões serão equipadas com o câmbio.

Enquanto o hatch obteve 7,8/9,8 km/l com combustível vegetal (cidade/estrada) e 11,7/14,5 km/l quando bebeu o derivado do petróleo, o sedã atingiu 7,8/10,0 km/l e 11,6/14,1 km/l, respectivamente.

UOL Carros apurou que as versões constantes na lista serão mesmo aquelas oferecidas ao público a partir de junho: SV e SL, no caso do March, e SV, SL e Unique para o Versa.

Procurada, a assessoria da Nissan não confirmou todas as informações, limitando-se apenas a reconhecer a presença dos modelos na lista do Inmetro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo