Carros

UOL Carros mostra os supercarros mais empolgantes de Genebra; veja

André Deliberato

Do UOL, em Genebra (Suíça)

08/03/2016 17h09

O Salão de Genebra é reconhecido como palco para apresentação de supercarros: esportivos e modelos de altíssimo luxo.

É possível citar veículos raríssimos que foram exibidos pela primeira vez no evento: Ferrari LaFerrari, McLaren P1 e Lamborghini Veneno são os mais recentes.

Após dois anos de indefinições e apostas em veículos compactos e/ou alternativos, a edição 2016 volta "às origens": pelo menos três novidades são carros de sonho e UOL Carros detalha cada uma delas.

Bugatti Chiron, Lamborghini Centenario e Ferrari GTC4 Lusso dominaram a atenção durante os dias de imprensa, mantendo os estandes lotados e com filas de jornalistas especializados. O mesmo, claro, vai ocorrer com o público.

Para conhecer os modelos, acredite, era preciso formar pequenos grupos de jornalistas. A espera durava cerca de uma hora e o tempo de visita, pouco minutos.

Lamborghini Centenario

Baseado no Aventador, foi desenvolvido pela empresa italiana para homenagear o 100º aniversário do fundador da marca, Ferruccio Lamborghini.

Com motor V12, aspirado, rende 780 cavalos sem utilização de turbo. Essa escolha é a responsável pela aceleração de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos.

De acordo com a fabricante, o uso intensivo de fibra de carbono permitiu que o Centenario pudesse chegar a um peso (em ordem de marcha) de apenas 1.520 kg. Serão apenas 40 unidades, todas já vendidas segundo a empresa.

Bugatti Chiron

Substituto do Veyron, é a mais nova aposta da marca francesa para oferecer o carro de produção em série mais rápido do mundo.

É equipado com o mesmo motor de 16 cilindros do seu antecessor (em "W"), que tem 8 litros, quatro turbocompressores, mas agora vai aos 1.520 cavalos de potência e 163,2 kgfm de torque (entre 2.000 e 6.000 rpm).

Segundo a empresa, esse conjunto é capaz de fazê-lo acelerar de 0 a 100 km/h em menos de 2,5 segundos e de 0 a 300 km/h em 13,6 segundos.

Ferrari GTC4 Lusso

Este nome é incomum para um modelo da marca. A proposta também é: substituta da FF, primeira shooting-break (perua) da montadora, que surgiu em 2012.

Além da aparência mais musculosa que a do modelo anterior por conta do redesenho, o maior destaque é o incremento de potência e tamanho do motor V12.

São 6,5 litros, 690 cv e 71,1 kgfm de torque (a FF tinha um 6,3, com 660 cv e 69,6 kgfm). Com outras pequenas afinações, são apenas 3,4 s para acelerar de 0 a 100 km/h. A velocidade máxima continua igual: 335 km/h.

Viagem a convite da Audi

Tudo do Salão de Genebra 2016
1 | 1

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo