Carros

Honda faz recall de airbag do Fit 2012; carro mais novo, só em junho

Best Cars
Nesta fase, 164.076 unidades de Fit e City serão atendidas neste semestre Imagem: Best Cars

Do UOL, em São Paulo (SP)

02/02/2016 18h22

Ficou definido novo cronograma para recall de modelos antigos da Honda afetados por airbags frontais defeituosos, que foram fabricados pela Takata. No total, serão verificadas 164.076 unidades nesta nova fase, mas a marca vai dividir novamente o atendimento, por conta do alto volume de carros. Inicialmente, a marca convoca unidades do Honda Fit de segunda geração, construído em 2012. Além dele, também estão convocadas unidades do sedã City fabricadas entre 2012 e 2014. 

Para estes modelos, inspeção e possível troca do insuflador do airbag deverão ser agendadas e feitas a partir da segunda-feira, 8 de fevereiro, em qualquer concessionária de automóveis Honda.

Quem tiver unidades do Honda Fit fabricadas entre 2013 e 2014 somente poderá fazer agendamento a partir de 1º de junho. Revisão e reparo destes carros, só a partir de 29 de julho.

No total por modelos, são 90.839 unidades do Fit e 73.237 do City. Antes do agendamento, segundo a fabricante, é importante confirmar a necessidade de reparo de acordo com o número do chassi, uma vez que nem todos os veículos dentro dos intervalos relacionados acima estão envolvidos na campanha.

Para informações, a Honda disponibiliza o site http://www.honda.com.br/recall/ ou o telefone 0800-701-3432 (de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h).

Chassis envolvidos

De acordo com a Honda, esta nova fase do recall de airbags envolve as unidades de Fit e City com os seguintes números não sequenciais de chassis:

- Honda Fit 2012 a 2014: CZ103030 a EZ503439, fabricados entre 4/8/2011 e 10/4/2014.

- Honda City 2012 a 2014: C*209151 a C*307830, fabricados entre 14/12/2011 e 2/6/2014.

Divulgação
Honda City da primeira geração vendida no país também está no recall Imagem: Divulgação

Estilhaços

Segundo a Honda, o problema é o mesmo que afeta veículos de diversas marcas equipados com airbag da Takata em todo o mundo -- além de Honda, Toyota, Nissan e BMW estão entre as marcas que somam milhões de unidades afetadas. UOL Carros já havia apontado que clientes de carros com o problema esperam meses pelo reparo. O grande volume de unidades com defeito acaba servindo como justificativa para o escalonamento de revisão e demora no atendimento.

No caso da Honda Automóveis do Brasil, as campanhas de recall têm sido feitas de forma gradual desde 2014. A marca decidiu não usar mais airbags da Takata em todo o mundo desde 2015

Em caso de colisão frontal de intensidade moderada, situação em que o acionamento do airbag é esperado, pode haver o rompimento da estrutura do insuflador, permitindo a projeção de estilhaços metálicos contra os ocupantes.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo