Carros

Latin NCAP pressiona chefona da GM por carro mais seguro no Brasil

Do UOL, em São Paulo (SP)

22/01/2016 20h20

O Latin NCAP, programa para segurança veicular na América Latina e Caribe, resolveu apelar à presidente-executiva mundial da General Motors, Mary Barra, para ver se a fabricante enfim demonstra (na prática) boa vontade em vender carros mais seguros na região.

Desde a criação do órgão, há cinco anos, nenhum dos nove modelos da marca Chevrolet avaliados alcançou a nota máxima de cinco estrelas na proteção para adultos -- os melhores resultados foram obtidos pelos importados Malibu e Cruze, com quatro estrelas cada. Quando se fala em segurança para crianças, o resultado é pior: nunca um veículo da GM obteve mais do que três estrelas.

Divulgação
Geração antiga do Aveo, ainda em produção no México, tirou zero estrelas para adultos em teste feito no fim de 2015 Imagem: Divulgação
A última prova foi um fiasco: o Aveo, produzido no México e vendido para outros mercados latino-americanos, como o Uruguai, zerou o teste de segurança para adultos, em especial porque não conta sequer com airbags frontais ou sistema ABS (antitravamento) nos freios.

Para pressionar a aceleração no processo de modernização, o Latin NCAP enviou uma carta à sede da fabricante, nos Estados Unidos, pedindo uma reunião com Barra para "informar sobre as prioridades de segurança dos veículos na América Latina". Veja o que diz a missiva, assinada por María Fernanda Rodríguez, presidente do programa:

"Esta reunião acompanhará o espírito da iniciativa da própria senhora Barra: levante a voz pela Segurança. Como vocês perceberão, esses princípios têm o objetivo de 'fomentar os processos que promovem a melhora constante da segurança e a qualidade dos veículos em nossas respectivas organizações, por meio da indústria e com outras partes interessadas'. O Latin NCAP apoia este tipo de participação ativa das partes interessadas. Assim sendo, espero que a senhora Barra concorde em realizar uma reunião para podermos adotar exatamente o mesmo enfoque proativo na América Latina que aquele que a General Motors acaba de acordar para ser aplicado nos Estados Unidos."

Ainda segundo a o Latin NCAP, a GM já havia sido questionada em novembro do ano passado quanto ao aprimoramento ou remoção de todos os modelos "zero estrela" comercializados na América Latina. Como resposta, a montadora declarou que "leva a sério a segurança dos veículos, independentemente do mercado, e que as questões expostas estão sendo abordadas por seus principais líderes". Por fim, reiterou "apoiar os esforços do órgão para melhorar as normas de segurança".

Na contramão

O Latin NCAP não é o único instituto que sofre com a falta de interesse da GM em participar de ações em prol do avanço tecnológico de automóveis vendidos em nosso mercado. No Brasil, os carros da Chevrolet são os únicos fabricados localmente a não constarem no Conpet, método de etiquetagem veicular do Inmetro que afere a eficiência energética de veículos à venda no país.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo