Carros

Volvo S90 promete tecnologia de ponta com luxo "para presidentes"

André Deliberato

Do UOL, em Detroit (EUA), com Auto+

15/01/2016 21h23

Enquanto os americanos contam com empurrão do presidente Barack Obama, mas ainda engatinham no desenvolvimento de carros autônomos, Volvo e Mercedes-Benz travam uma briga interessante no Salão de Detroit 2016: as europeias concorrem para definir quem coloca o primeiro carro a se movimentar sem intervenção do motorista à venda nas ruas e estradas dos EUA. Se a Mercedes já tem autorização para testar o novo Classe E em Nevada, a Volvo mostra um carro pronto, o S90.

Como a Mercedes, a Volvo também aposta suas fichas no luxo extremos a bordo do carro. Executivos da marca chegam a dizer que o S90 é destinado ao "transporte de presidentes". A estratégia é simples de explicar: as novas tecnologias ainda são muito caras, então o luxo serve de chamariz aos endinheirados, únicos com cacife para pagar por carros autônomos neste momento. Ou semi-autônomos.

Andando sozinho

No caso do S90, o sistema adaptativo do sedã manterá o carro dentro da faixa, sem que o motorista se preocupe demais, em velocidades de até 130 km/h. Claro, como em modelos da Audi e da própria Mercedes, alertas devem ser exibidos na tela o tempo todo avisando que a responsabilidade é do condutor e que ele deve tomar o controle da direção.

Além disso, o carro também enxerga outros carros, pedestres, ciclistas e até animais de médio e grande porte. Sensores e radares são os responsáveis por isso e prometem evitar colisões e atropelamentos -- ou reduzir os danos, caso seja o impacto seja inevitável.

No interior da cabine, alta tecnologia de comunicação, com integração total com celulares e comandos apenas na tela touch screen, em poucas teclas no volante ou por voz. Os materiais de revestimento são de alto padrão, com couro fino, madeira de lei, metal texturizado e até cristal sueco na manopla de câmbio, algo já visto no SUV XC90, que já é vendido no Brasil e serve de base ao sedã.

Caro quanto?

Embora comece a ser vendido este ano nos EUA, ainda não há preço oficial para o S90. Há valor estimado, porém, e é alto para os padrões locais: cerca de US$ 50 mil (algo em torno de R$ 200 mil direitos), acima dos US$ 40 mil pedidos pelo SUV. 

No Brasil, o XC90 parte de R$ 320 mil, o que nos leva a crer que o sedã, quando chegar, não deva custar menos de R$ 350 mil -- o carro é global, deve ser visto em breve por aqui, mas ainda não há data oficial de chegada.

Viagem a convite da General Motors

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo