Carros

Kia renova Cerato, que vem logo ao Brasil; futuro Mohave podia não vir

André Deliberato

Do UOL, em Detroit (EUA)

14/01/2016 20h46

A Kia voltou a ter esperança no Brasil após a estreia de sua fábrica no México. Com a nova unidade, a marca poderá voltar a fazer competição no mercado brasileiro com modelos com preços competitivos, como fazia até 2012, ano em que o Inovar-Auto praticamente eliminou os importadores do mercado.

O Salão de Detroit 2016 revela boas novidades da marca para o mercado norte-americano e brasileiro: os novos Cerato (Forte nos EUA), Rio e Rio Sedan, além do Telluride, conceito de SUV que deve dar origem à próxima geração do Mohave.

Os três primeiros desembarcam no país este ano: Cerato no segundo semestre; Rio e Rio Sedan a partir de junho, conforme antecipado por UOL Carros. A versão final do Telluride deve surgir nos próximos salões, mas só deve chegar em 2017.

Como eles são

A atual geração do Cerato recebeu uma reestilização na Coreia (onde é chamado de K3) que se espalhará ao longo de 2016 por todos os mercados onde é vendido. Por fora, as maiores mudanças estão nos faróis, lanternas e para-choques. No interior, como quase todos os rivais renovados recentemente, o sistema de entretenimento passa a oferecer conexão com celular via CarPlay e Android Auto, além de outros mimos. Na Coreia, o carro troca um motor 1.8 por um 2.0 (o mesmo do Elantra) -- no Brasil, ainda não se sabe se o atual 1.6 será substituído.

A dupla da família Rio estreia... durante as Olimpíadas no Rio de Janeiro. Os preços ainda não estão definidos para o Brasil, mas nos EUA os carros custam a partir de US$ 14.165 (cerca de R$ 60 mil, sem taxas e imposto de importação). Motor será o 1.6 flex usado no HB20, com 128 cv e 16,5 kgfm de torque (etanol).chegam para brigar com Ford Fiesta e Fiesta Sedan e Hyundai HB20 e HB20S, respectivamente.

Geoff Robins/AFP
Kia Telluride Concept: protótipo desafinado pode dar origem ao novo Mohave Imagem: Geoff Robins/AFP

E o SUV?

Com portas ao estilo "suicida", o protótipo é tecnológico -- o painel não tem botões e alguns componentes internos foram feitos por impressora 3D --, mas desarmônico, já que o desenho, apesar de imponente, deixa a desejar esteticamente.

Todos os recortes são quadrados. A frente lembra a de modelos ultrapassados, enquanto a traseira, por conta da lanterna na vertical, parece a do controverso Mitsubishi Pajero 2016. O conceito é equipado com um motor V6 a combustão e um elétrico, que juntos rendem 400 cavalos.

A Kia diz que não há planos de produzi-lo, mas que o Telluride servirá de inspiração para próximos SUVs da marca -- entre eles, o Mohave. Esperamos que não.

Viagem a convite da General Motors

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo