Carros

Volks pede desculpas, promete reparo e futuro limpo em Detroit

Larry W. Smith/EFE
Presidente da Volkswagen se desculpa ao conversar com imprensa em Detroit Imagem: Larry W. Smith/EFE

Do UOL, com agências internacionais

12/01/2016 17h12

Uma solução, um pedido de desculpas e um caminho para um futuro mais limpo. Estes foram os destaques da apresentação da Volkswagen no Salão de Detroit 2016, bem como em evento prévio à mostra. 

Para limpar a barra da marca após o escândalo de motores descoberto nos EUA e que se espalhou por mais de 11 milhões de carros ao redor do mundo, inclusive no Brasil, o presidente-executivo da Volkswagen, Matthias Müller, fez questão de pedir desculpas publicamente, segundo as agências Reuters e AFP. O ato já havia sido feito pela marca na abertura do Salão de Tóquio, em outubro de 2015. 

O principal dirigente da Volkswagen, que assumiu justamente após a revelação de que um dispositivo eletrônico ajudava a marca a fraudar testes de emissão de poluentes, anunciou ainda investimento de US$ 900 milhões e desenvolvimento de uma solução mecânica para os motores.  

Um novo sistema de conversor catalítico será instalado em cerca de 430 mil carros capazes de fraudar testes de emissão de diesel, afirmou o presidente-executivo.

"Sabemos que decepcionamos profundamente nossos clientes, as autoridades governamentais e o público em geral aqui nos Estados Unidos", afirmou Müller na recepção à imprensa. "Peço desculpas pelo que houve de errado na Volkswagen", acrescentou, prometendo que a VW  "está comprometida em corrigir as coisas".

Li Bowen/Xinhua
Michael Horn, que também se envolveu em escândalo, apresenta Tiguan GTE Active Imagem: Li Bowen/Xinhua

Futuro

Tendo a missão de recuperar a confiança perdida e mostrar que pode ser mais comprometida com o Meio Ambiente, a Volkswagen apostou em SUV -- tendência global --, mas em configuração "verde", com o conceito híbrido do novo Tiguan. Chamado Tiguan GTE Active Concept, o modelo mistura a típica roupagem aventureira com sistema híbrido: o conhecido motor 2.0 turbo de 150 cv se junta a geradores elétricos que garantem uma operação mais limpa para o 4x4.

Espera-se que o novo Tiguan, em versões híbrida e também convencional, ganhe vida até 2017, com produção no México e exportação também para o Brasil.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo