Mobilidade

Volkswagen imagina Kombi moderna assim: elétrica e interativa

Do UOL, em São Paulo (SP)

06/01/2016 10h44

A Volkswagen escolheu a CES 2016, maior feira tecnológica do mundo, para apresentar ao público a forma como enxerga o futuro de um de seus maiores ícones, a Kombinationsfahrzeug, que traduzido diretamente do alemão quer dizer "veículo combinado" (ou "veículo multiuso", em tradução mais livre)... ou, simplesmente, Kombi.

Clique aqui para saber mais sobre a história da clássica perua.

A BUDD-e (nome dado ao protótipo) é a primeira investida global da Volks após o escândalo em que a marca se envolveu no ano passado. Trata-se de uma van totalmente elétrica que promete assumir o legado deixado pela Kombi, que deixou de ser produzida em 2013 após mais de 60 anos. 

A montadora não confirma e trata a BUDD-e apenas como conceito, mas admite que o modelo faz parte dos planos e pode chegar ao mercado mundial em 2019.

Como é a nova Kombi

De acordo com a empresa, a van conta com um sistema chamado "Electric Toolkit", espécie de plataforma modular elétrica que deverá ser integrada a futuros carros da Volks. Revolucionário, segundo a empresa, esse sistema possui dois motores elétricos, um para cada eixo, que permitem que o veículo possa chegar a 150 km/h, tenha autonomia de aproximadamente 600 quilômetros e ainda consiga recarregar 80% da bateria em apenas 15 minutos. 

Outro ponto de destaque é o sistema multimídia, formado por duas gigantescas telas de LCD (12,3 e 13,3 polegadas) que podem ser gerenciadas por toque ou gestos e permitem uma ampla gama de interação entre os passageiros.

A apresentação da BUDD-e acontece depois de a Volkswagen ter se comprometido a apostar em modelos elétricos e não poluentes, justamente por conta do escândalo do ano passado. O investimento terá de ser equilibrado com custos decorrentes do dieselgate, que não param de aumentar.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Mobilidade

Topo