Carros

Honda Accord retorna ao Brasil em janeiro de 2016 ligado à internet

André Deliberato

Do UOL, em São Paulo (SP)

17/12/2015 20h00

A Honda decidiu trazer de volta o sedã Accord ao Brasil. O carro será posicionado (novamente) no topo da gama da marca, lugar ocupado em 2015 pelo CR-V. Ele chega em janeiro de 2016 com visual renovado -- inspirado no novo padrão de desenho da empresa, que também serve de base para a nova geração do Civic, e ligeiramente parecido com o dos carros da Acura (submarca de luxo da empresa) -- e novas tecnologias, incluindo alto nível de conectividade, com central multimídia com GPS com informações de trânsito em tempo real e acesso à internet.

O preço ainda não foi anunciado oficialmente, mas deverá se manter próximo ao do maior rival, o sedã Toyota Camry, que custa a partir de R$ 179.320. Outros competidores da categoria, como Ford Fusion, Volkswagen Passat e Hyundai Azera, custam menos em suas versões de entrada -- R$ 108.400, R$ 144.500 e R$ 157.990, respectivamente.

O segmento de sedãs grandes não anda em alta. Em 2015, foram vendidos 6.666 unidades do Fusion, o líder do segmento, 811 do Azera e 360 do Passat, segundo dados de janeiro a novembro. Os números do Camry sequer foram divulgados pela Fenabrave, associação das revendedoras.

Caio Mattos/Honda
Desenho do Accord ficou esportivo e elegante, mas preço alto deve atrapalhar vendas Imagem: Caio Mattos/Honda

Visual mais jovem... por fora

No exterior, a frente chama a atenção por conta da semelhança com os modelos esportivos da Acura, como já dito. Os faróis e luzes de neblina são em LED. O visual esportivo segue pelas laterais, realçado por novas rodas de 18 polegadas, e chegam à traseira, que traz um novo para-choque, lanternas em LED e um pequeno aerofólio na tampa do porta-malas.

No interior, as pedaleiras passam a ser em alumínio com iluminação, algo surpreendente para um carro com espírito não tão jovem. O, acabamento, porém, segue o padrão conservador que o modelo precisa ter e é inteiramente revestido na cor preta, com detalhes de plástico que imitam madeira.

Caio Mattos/Honda
Interior é luxuoso sem perder os traços de conservadorismo que o sedã precisa ter Imagem: Caio Mattos/Honda

Motor e câmbio

Dessa vez, apenas a versão com motor V6 será vendida. Trata-se do mesmo propulsor 3.5 i-VTEC, de 24 válvulas, 280 cv (6.200 rpm) e 34,6 kgfm de torque (4.900 rpm) do modelo anterior, que foi importado em 2014 por encomendas. Seu maior destaque é o sistema chamado VCM (sigla em inglês para "Administração de Cilindro Variável"), que pode desativar três cilindros, conforme a necessidade, para atender às demandas de potência e economia de combustível.

Aliado ao motor está um câmbio automático de seis marchas, que agora traz borboletas atrás do volante para trocas de marcha manuais. Além disso, o conteúdo de segurança oferece, além dos obrigatórios freios com ABS (antitravamento), EBD (distribuidor da força de frenagem); controle de tração e estabilidade; sistema de direção adaptativo, que interpreta o movimento do motorista, favorecendo ou enrijecendo o esterço da direção quando o carro começa a sair da trajetória em uma curva, auxiliando na retomada do controle; HSA (Hill Start Assist), o útil assistente de partida em rampas; e seis airbags.

Clique aqui para visualizar e/ou baixar a ficha técnica do modelo.

Pacote

Nomeada EX, a única versão que será comercializada no país oferece coluna de direção com ajuste de altura e profundidade; bancos dianteiros com regulagem elétrica; volante multifuncional; controlador automático de velocidade (piloto automático); sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, câmera de ré com três modos de visão (normal, com campo ampliado e de cima para baixo); rebatimento elétrico dos retrovisores; monitoramento de ponto cego por sensor e câmera; partida a distância pela chave (que pode ligar o motor e ativar o ar-condicionado antes de os ocupantes chegarem ao veículo); abertura da porta do motorista por aproximação; sensores crepuscular e de chuva (acendimento automático dos faróis e acionamento automático das palhetas limpadoras do para-brisa, respectivamente) e teto solar elétrico.

A central multimídia traz com tela tátil de sete polegadas, GPS integrado com informações de trânsito, possibilidade de conexão Wi-Fi com navegador próprio para acesso à internet (quando o veículo não estiver em movimento), conexão Bluetooth para realização de chamadas, reprodução de áudio e espelhamento de celular, compatível com Apple CarPlay e Android Auto, entrada HDMI -- assim como no HR-V -- para reprodução de áudio, vídeo e imagens em alta definição, duas entradas USB, entrada auxiliar para CD/DVD/MP3-Player e quatro alto-falantes, dois tweeters e um subwoofer.

São três anos de garantia, sem limite de quilometragem, e apenas três opções de cor: White Orchid (branco perolizado), Platinum Silver (prata metálico) e Crystal Black (preto perolizado).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo