Topo

Carros

BMW X1 deixa jeitão de perua e ganha mais cara de SUV; assista

Eugênio Augusto Brito

Em Frankfurt (Alemanha)

17/09/2015 08h00

O lançamento mais importante da BMW no Salão de Frankfurt 2015, para o Brasil, certamente é a segunda geração do crossover X1. UOL Carros já explicou por quê: será ele o responsável por estrear o motor 1.5 turboflex de três cilindros da marca, no ano que vem, uma opção que deve ser migrada depois para a versão de entrada do Série 3 e para a família Mini.

Além disso, será com ele que a divisão brasileira iniciará, até 2017, a produção de modelos com tração dianteira em Araquari (SC), usando plataforma global que, no futuro, deve ser expandida para os Mini e também para o Série 1 nacionais. 

Mais robusto e bonito

O que mais chama a atenção é que o novo X1 robusteceu no porte e ganhou visual mais harmonioso. São 4,44 metros de comprimento, 1,82 m de largura e 1,60 m de altura; principais ganhos estão em largura (2 cm) e altura (5,3 cm), o que contribuiu para fazê-lo ficar com menos jeitão de perua e mais cara de SUV.

Esteticamente, a frente foi remodelada com traços já vistos no Série 1 do Salão de Genebra -- faróis mais afilados, capô alongado e grade mais bem destacada --, enquanto a traseira ganhou quebras de linha mais suaves nos vincos e lanternas.

Assista ao vídeo que abre a matéria para conferir como ficou o X1 de segunda geração. Confira no álbum todas as mudanças em detalhes.

Mais Carros