Topo

Carros

"Google não quer ser fabricante de carros", diz executivo em Frankfurt

Reuters/Google/Divulgação
Carro autônomo do Google está em fase de testes na Califórnia, nos Estados Unidos Imagem: Reuters/Google/Divulgação

Edward Taylor

Da Reuters, em Frankfurt (Alemanha)

16/09/2015 18h34

"O Google não pretende se tornar uma fabricante de veículos", disse Philipp Justus, diretor administrativo da empresa para Alemanha, Áustria e Suíça nesta terça-feira (15), no Salão de Frankfurt 2015.

Recentemente, a empresa nomeou John Krafcik, veterano da indústria automotiva (ex-CEO da Hyundai Motors America), como presidente-executivo de seu projeto de carros autônomos, que rodam em testes na Califórnia e no último mês de julho acabaram se envolvendo em acidentes, com feridos.

O projeto da marca começou em 2009, com a intenção de revolucionar a indústria automotiva. A contratação de Krafcik é vista como sinal de que a gigante de tecnologia está começando a ver um potencial negócio no futuro.

Justus, que também é diretor do Google para Europa Central e Leste, confirmou que a empresa estava trabalhando em parceria com a indústria automotiva, mas não estava planejando se uma montadora. "Isto não é algo que possamos fazer sozinhos", complementa o executivo, dizendo que os parceiros do Google incluem fornecedoras de autopeças conhecidas, como a Bosch, por exemplo.

Mais Carros