Topo

Carros

Toyota revela novo Prius, híbrido com planos para o Brasil até 2018

André Deliberato<br>Eugênio Augusto Brito<br>Leonardo Felix

Do UOL, em São Paulo (SP)

09/09/2015 17h57

A Toyota revelou ao mundo nesta quarta-feira (9) o visual da quarta geração do híbrido Prius, modelo que pode se tornar brasileiro em 2018

O carro será mostrado no Salão de Frankfurt, ainda neste mês, e chega às ruas a partir de novembro, após a apresentação oficial no Salão de Tóquio, já como modelo 2016. As vendas no Japão começam ainda este ano.

Global

O novo Prius será global e continua sendo cogitado a se feito no Brasil 2018 -- segundo fontes da Toyota brasileira, o projeto de nacionalização "esfriou" por conta da falta de incentivos do governo. Considere também, a partir deste ano, a desvalorização do real frente ao dólar.

De toda forma, é certo que o modelo chegará ao país, ao menos por importação. Na cidade de São Paulo, já existem dois incentivos para donos de veículos híbridos/elétricos: isenção do rodízio municipal e desconto de 50% no IPVA.

A marca afirma oficialmente que "nada está decidido", mas criou recentemente um plano de revisão para o carro, aumentando expectativas sobre essa possibilidade.

Mais imagens da nova geração do Prius
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Prius
Veja Álbum de fotos

Cara nova

O novo estilo é herdado do Mirai, modelo movido a pilha de hidrogênio, o que pode ser considerado polêmico. O novo Prius será fabricado sobre a arquitetura TNGA (nova arquitetura global da Toyota, na sigla em inglês), e com isso está mais comprido, largo e baixo (o que garante mais espaço interno e maior estabilidade), mas também mais dinâmico (com novo conjunto de suspensões e chassis mais firme), seguro e tecnológico.

Segundo a marca, equipamentos como controle de cruzeiro adaptativo (ACC), sistema anti-colisão e de detecção de pedestres, faróis automáticos e alerta de colisão lateral também estão garantidos.

O principal ganho, porém, diz respeito à autonomia: ainda sem revelar números oficiais, a empresa afirma que o desempenho deve ser ampliado em cerca de 10%.

Toyota rebate críticas: Mirai anda até com merd*; assista

Mais Carros