Carros

Subaru WRX chega para fisgar fãs de Lancer Evo e esportivo alemão

Denis Armelini/UOL
Subaru WRX e WRX STI chegam ao Brasil custando entre R$ 147.900 e R$ 194.900 Imagem: Denis Armelini/UOL

Leonardo Felix

Do UOL, em Indaiatuba (SP)

31/07/2015 16h54

Fãs de esportivos japoneses andam sem muitas opções no Brasil. O Mitsubishi Lancer Evolution deixou de ser vendido e o Honda Civic Si não decolou. Para suprir esse público, a Subaru lança nesta sexta-feira (31) a nova geração do WRX, modelo desmembrado da família Impreza que será vendido por aqui em duas versões: standard (R$ 147.900) e a poderosa STI (R$ 194.900). As primeiras unidades começam a ser faturadas neste sábado (1º).

Objetivos são até ambiciosos: emplacar 40 unidades ao mês, sendo de 30 a 35 da versão de entrada. Em um ano, são quase 500 veículos. "Vamos focar em um público jovem que gosta de desempenho e conforto: órfãos do Lancer Evo e clientes que iriam comprar um Volkswagen Golf GTi, Audi S3 ou BMW M235i", explica Danilo Rodil, diretor de vendas da marca.

Como é

As duas versões são equipadas com o motor boxer (quatro cilindros contrapostos) com turbo e injeção direta de gasolina. No caso do WRX padrão, o propulsor tem 2 litros e pode render 270 cv (5.600 rpm) e 35,7 kgfm de torque (a 5.200 giros). A transmissão CVT (continuamente variável), chamada de Lineatronic, simula oito marchas e pode ser controlada por aletas no volante.

Já na configuração STI esse mesmo motor cresce em tamnho, para 2,5 litros, e salta para 310 cv de potência (6.000 rpm) e 40 kgfm (4.000 rpm), números que são capazes de levá-lo de 0 a 100 km/h em apenas 5,2 segundos, com velocidade máxima de 250 km/h (controlada eletronicamente).

Conteúdo

Ambas oferecem três modos de condução, controle de estabilidade em três níveis, rodas de 18 polegadas, faróis de xenônio com luz de posição em LED, teto solar elétrico e ar-condicionado digital de duas zonas.

Denis Armelini/UOL
Oriunda dos ralis, versão WRX é maior rival do Mitsubishi Lancer Evolution Imagem: Denis Armelini/UOL

Na versão mais cara, o diferencial central conta com ajuste manual de bloqueio, suspensões esportivas, rodas de alumínio forjado com pintura preta ou dourada, freios esportivos da grife Brembo e uma suntuosa asa traseiro. Nele, o câmbio é sempre manual de seis marchas. Há, por fim, opção de revestimento em alcantara nas faixas centrais dos bancos.

Na parte de conectividade, tanto o WRX quanto o WRX STI oferecem sistema multimídia com tela tátil de 6,2 polegadas no console central, com acesso a serviços de rádio, Bluetooth e câmera de ré. Outro visor, de LCD e 4,3 polegadas, disposto no topo do painel, exibe informações sobre a condução. Por fim, uma última tela, de 3,5 polegadas no cluster concentra o computador de bordo.

UOL Carros participa de sessões de teste com o modelo na tarde desta sexta-feira e publica as primeiras impressões em breve.

Denis Armelini/UOL
Este é o lugar ideal para se relacionar com o WRX/WRX STI: na pista Imagem: Denis Armelini/UOL

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo