Carros

Mudar o carro nem sempre ajuda; veja quem melhorou e quem piorou

Bill Pugliano/AFP
Apresentação gera expectativa, mas resultado nem sempre agrada ao público Imagem: Bill Pugliano/AFP

André Deliberato

Do UOL, em São Paulo (SP)

29/05/2015 08h00

Antes de mudar de geração, que normalmente acontece entre seis e oito anos (embora atualmente isso aconteça cada vez mais cedo), um automóvel costuma passar por reestilizações de meia vida, que podem ser leves e ligeiras ou mais profundas para alterar sua personalidade. 

Só que nem toda mudança é bem-vinda: há casos em que o novo visual pode acabar com a personalidade do modelo e até mesmo interferir no interesse do público sobre ele. Conheça cinco exemplos de carros que melhoraram após o "tapa" no desenho e outros cinco que perderam a graça.

Gostou, discordou ou tem outros exemplos? Use os comentários com sabedoria!

Melhorou

Arte UOL Carros
1. MITSUBISHI OUTLANDER: modelo 2014 (esq.) precisou ser corrido pelo 2016 (dir.) Imagem: Arte UOL Carros
O Mitsubishi Outlander 2016 é o maior exemplo de que a imagem é fator determinante. A atual de geração chegou em setembro de 2013, mas já mudou: a linha 2016 foi apresentada este mês com facelift do visual frontal, que durou menos de dois anos. Curiosamente, o Outlander anterior, de 2007 (inspirado no Lancer), era mais bonito que os mais recentes.

Arte UOL Carros
2. FORD FOCUS: médio ganha family-face da marca (à direita) e fica mais esportivo Imagem: Arte UOL Carros
O Focus foi o último modelo da linha global da Ford a se adequar ao padrão de design chamado de Kinetic 2.0. Mais esportivo e invocado, o médio estreou a atual geração no Brasil em 2013. Nada feio, mas ultrapassado: o Focus 3 já era oferecido em outros países desde 2011 e mudou pouco depois de estrear por aqui. Agora, o modelo local (feito na Argentina) vai mudar outra vez, no próximo mês, menos de dois anos após ter estreado.

Arte UOL Carros
3. CHEVROLET PRISMA: evolução (novo à direita) só foi possível com outra plataforma Imagem: Arte UOL Carros
O Prisma evoluiu bastante em 2013 após deixar de lado a plataforma do Celta e adotar a base do Onix. Além da necessária revolução no desenho, o carro ganhou status, ficou mais recheado e subiu de categoria -- antes um subcompacto rústico, passou a disputar espaço com sedãs compactos ligeiramente maiores, como Volkswagen Voyage, Renault Logan e Fiat Siena.

Arte UOL Carros
4. RENAULT LOGAN: espaçoso, só devia em estilo; o novo (dir.) resolveu o problema Imagem: Arte UOL Carros
O Renault Logan sempre foi um modelo espaçoso, prático, econômico e confiável. O que faltava era beleza. Uma sutil mudança em 2010 alterou levemente seu desenho, deixando-o ligeiramente mais agradável. Mas só ficou realmente interessante em 2013, com a chegada da segunda geração. O "irmão" Sandero, hatch, seguiu a mesma linha.

Arte UOL Carros
5. TOYOTA COROLLA: geração anterior (à esquerda) não era feia, mas já estava cansada Imagem: Arte UOL Carros
O Toyota Corolla nunca foi feio, mas por conta de sua proposta e principalmente por causa do público alvo (masculino, mais de 45 anos) sempre precisou ser conservador. Em 2014, porém, a nova geração, baseada no carro europeu, foi apresentada para mudar esse conceito, sobretudo no desenho exterior; por dentro, o estilo contido e até desatualizado, lembrando carros dos anos 1990, permaneceu. As vendas (ele emplaca o dobro do Civic) mostram que a mudança foi acertada.  

Piorou

Arte UOL Carros
1. CHEVROLET MONTANA: primeira geração (à esq.) era linda; aí veio a cara de Agile... Imagem: Arte UOL Carros
A picape Chevrolet Montana fez sucesso no Brasil: pioneira no uso do suporte para o pé na lateral da carroceria, marcou os anos 2000 por conta do visual com frente de Corsa e traseira própria. Em 2010 a picape ganhou alma de Agile... e perdeu a identidade e a elegância. Ganhou até apelido jocoso nas ruas -- "Monstrana" -- e sempre ficou atrás de Strada e Saveiro em vendas.

Arte UOL Carros
2. VW CC: além do charme, até o nome "Passat" o novo modelo (à dir.) abandonou Imagem: Arte UOL Carros
Quando chegou ao Brasil em 2009, o Volkswagen CC, que antes chamava-se Passat CC, mostrou que a marca podia ter sucesso entre modelos premium. O "cupê executivo" era arrojado, invocado e exclusivo. A graça acabou na segunda geração do modelo, em 2012, que adotou o padrão visual retilíneo  da marca. Não ficou feio, mas comum: lembra o Passat, que se parece com o Jetta, que se assemelha ao Voyage...

Arte UOL Carros
3. HONDA CIVIC: oitava geração (esq.) revolucionou; a nona (dir.) não rendeu o esperado Imagem: Arte UOL Carros
O New Civic (oitava geração) chegou no final da década de 2000 ao Brasil e, assim como o HR-V nos dias de hoje, causou furor -- chamava a atenção pelo estilo futurista e pela ousadia do desenho. Tudo precisa mudar: em 2011, após muita expectativa, a nona geração chegou, mas não vingou. No Brasil, até vendeu bem por um tempo, mas já passou por duas mexidas e está assim; nos EUA, a Honda até cogitou adiantar a décima geração, que foi desenvolvida localmente.

Arte UOL Carros
4. RANGE ROVER EVOQUE: segue malvado, mas perdeu a exclusividade do atual (esq.) Imagem: Arte UOL Carros
Como fazer um carro que quebrou paradigmas evoluir? O Range Rover Evoque, que estourou mundialmente em vendas por conta do desenho futurista, preferiu adotar linhas mais brutas e traços mais agressivos em seu primeiro facelift -- que não é feio, vale dizer, mas tirou um pouco da sua personalidade. Revelada no Salão de Genebra, a repaginação estreia nos próximos meses na Europa e deve chegar ao Brasil ainda em 2015.

Arte UOL Carros
5. CHEVROLET CAMARO: traseira invocada (esq.) perdeu imponência no atual (à dir.) Imagem: Arte UOL Carros
Até mesmo o Chevrolet Camaro de quinta geração, famoso por aparecer no filme "Transformers" e inspirar música sertaneja saiu perdendo na reestilização. A frente mudou pouco, mas a traseira tentou se inspirar nas linhas do Corvette C7 sem sucesso. Com o aumento do IPI para produtos importados com motores acima de 2.0 e a alta do dólar dos últimos anos, o carro deixou de vender como antes. A nova geração, apresentada nas últimas semanas, nasceu para retomar o sucesso, não só no Brasil, mas em todo o mundo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo