Carros

Audi terá Q1, Q8 e crossover elétrico para tentar desbancar BMW

Divulgação
Stadler e Q7 híbrido durante apresentação no Salão de Xangai, em abril; só ele não basta Imagem: Divulgação

Christoph Rauwald

Da Bloomberg

25/05/2015 18h55

A Audi planeja lançar um novo SUV para ser o carro-chefe da sua linha, além de um crossover elétrico. Tudo faz parte do plano da segunda maior marca de carros de luxo do mundo para superar a BMW.

Para expandir sua linha de 52 para 60 modelos até 2020, o novo SUV topo de gama, o Q8, deverá chegar às lojas até 2019. O modelo elétrico virá antes, em 2018. Haverá ainda o SUV subcompacto de entrada, Q1, no ano que vem. Tudo foi anunciado pelo presidente-executivo Rupert Stadler, em discurso preparado para a reunião anual de acionistas da empresa nesta sexta-feira (22), em Neckarsulm, Alemanha.

A Audi, a maior contribuinte atual para os lucros da Volkswagen, planeja investir 24 bilhões de euros (cerca de R$ 80 bilhões) até 2019 a fim de adicionar modelos novos e expandir sua rede de produção. Neste ano, a empresa lançará novas versões do seu maior SUV, o Q7, e do cupê esportivo TT.

Concorrência

A Audi tem pouco tempo a perder para somar os crossovers, pois a BMW, com sede em Munique, já complementou sua linha de SUV com variantes no estilo de cupês como o X6 e o X4. A Mercedes reagiu com o crossover-cupê GLE.

Além das rivais alemãs, a Audi enfrentará uma concorrência ainda maior quando seu novo SUV exclusivo chegar aos salões. A Bentley, outra marca de carros de luxo da VW, apresentará o Bentayga neste ano, que segundo a divisão britânica se vangloria, será o SUV mais luxuoso e caro do mundo. A Maserati, a marca exclusiva da Fiat-Chrysler, está se preparando para lançar o Levante, e a Jaguar começará a vender seu primeiro modelo crossover, o F-Pace, de tamanho médio, em 2016.

Grandes planos

"Temos grandes planos para o nosso caminho de crescimento mundial em 2015", disse Stadler. "Pretendemos continuar crescendo também neste ano -- mais rápido do que o mercado mundial e em todas as regiões".

A ideia é que o inédito Q8 e o modelo elétrica reforcem o atrativo da fabricante com sede em Ingolstadt em mercados como EUA e China, enquanto a empresa reduz a distância para a BMW. A Audi também procura manter-se à frente da Mercedes-Benz, terceira colocada atualmente, que está crescendo rápido e tem a mesma meta de liderança entre marcas de luxo. Em abril, a Audi superou a BMW em entregas e se manteve à frente da Mercedes.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo