Carros

Jaguar F-Pace nasce para Brasil, EUA e China, diz "pai" do Evoque

Eugênio Augusto Brito/UOL
Julian Thomson, criador do estilo do Evoque, também participou do projeto do XE Imagem: Eugênio Augusto Brito/UOL

Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em Los Arcos (Espanha)

14/05/2015 08h00

Já não é segredo: 2015 é ano é dos SUVs, sobretudo compactos, nova febre do setor automotivo não apenas no Brasil, mas em todo o mundo. Qualquer fabricante disposta a vender bem no atual momento tem de ter ou planejar ter o quanto antes um modelo da categoria em seu portfólio. É o caso da Jaguar, que já anunciou a apresentação global de seu primeiro utilitário esportivo da história, o F-Pace, para o Salão de Frankfurt, em setembro. Mas não é só isso: este Jaguar foi concebido desde o começo para se dar bem no Brasil, na China e nos Estados Unidos -- esta é a chave da marca para fugir do nicho de "clássicos e esportivos" e crescer.

Divulgação
Base para o Evoque real, protótipo LRX arrasou ideia que se tinha da Land Rover até então; esboço foi feito por Thomson. Imagem: Divulgação
Quem apontou os alvos do modelo, incluindo o Brasil, foi o designer Julian Thomson, responsável por projetos avançados da Jaguar Land Rover e criador de outro ícone do grupo, o Range Rover Evoque, crossover/SUV que é um dos modelos mais bem sucedidos da marca desde seu lançamento em 2010. Em entrevista exclusiva a UOL Carros, Thomson, que fez os primeiros esboços e definiu qual seria a identidade visual do Evoque quando ele era apenas o protótipo LRX, afirmou ainda que é impossível crescer atualmente sem agradar o novo perfil de consumidor, mais jovem, conectado à internet e às redes sociais e interessado em modelos versáteis.

"Para crescer atualmente, é fundamental entregar o tipo de carro que o público está pedindo", afirma Thomson. "E os principais mercados da atualidade pedem SUVs e crossovers dinâmicos, sem este tipo de veículo não seremos bem sucedidos no Brasil, na China e nos Estados Unidos, onde pretendemos crescer", aponta.

No caso do futuro Jaguar F-Pace, que é derivado do conceito C-X17, a proposta é unificar o perfil de carro familiar (geralmente atrelado ao consumidor mais tradicional e com mais idade) ao de modelo de imagem (para o público mais jovem e disposto a aceitar novidades mais rapidamente). "É uma mistura de conceitos, já que o modelo precisa ter condição de levar duas pessoas com algum estilo esportivo, mas também precisa ser versátil a ponto de levar a família toda ou os amigos a bordo e ainda garantir a conexão à internet para todos". 

Divulgação
Conceito C-X17 dará todas as linhas para o novo SUV luxuoso F-Pace Imagem: Divulgação

Como é o F-Pace

Detalhes ainda serão revelados até a apresentação definitiva do SUV no Salão de Frankfurt, que terá cobertura total de UOL Carros. Por ora, foi revelada apenas uma das lanternas traseiras, justamente aquela sublinhada pelo emblema com o nome do modelo. De toda forma, sabe-se que o carro de produção seguirá muito daquilo esboçado pelo conceito C-X17. Além disso, Thomson adiantou que o utilitário dividirá plataforma -- construção, componentes e motorização -- com o sedã XE.  

"Não conseguiríamos fazer um SUV deste jeito há dez anos, começamos a traçar seu esboço há três anos e a tecnologia só evoluiu, a ponto de conseguirmos usá-la por completo, recentemente", diz Thomson. "Ele terá o mesmo princípio de carroceria com uso intensivo de alumínio [no caso do sedã XE, o índice de utilização do metal chega a 75%], bem como a gama de novos motores a diesel e de motores já consagrados a gasolina, bem como elementos herdados do [esportivo] F-Type". 

Seguindo os passos do XE, sedã apresentado recentemente e que chega ao Brasil no segundo semestre para ser o modelo mais acessível da Jaguar, o F-Pace deverá usar motores a gasolina de 200 cavalos, 240 cv (semelhante ao de Evoque, Land Rover Discovery Sport e, também, do Ford Fusion) e, na configuração mais esportiva, o V6 de 340 cv -- Europa e China podem receber ainda a família Ingenium de motores a diesel. Quanto ao câmbio, é possível seguir o padrão do XE, com caixas manual de seis marchas e automática de oito, ainda que o mais provável seja manter a regra da linha de SUVs, com câmbio automático de nove marchas.

Viagem a convite da Jaguar Land Rover do Brasil.

Divulgação
Por ora, lanterna e nome estão confirmados, mas visual seguirá o do conceito Imagem: Divulgação

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo