Carros

Renault quer crescer com Sandero 2.0, substituto do Clio e picape

Murilo Góes/UOL
Sandero Stepway? Que nada! Renault quer encaixar o motor 2.0 do Duster para criar nova versão esportiva de topo do hatch; será que pega? Imagem: Murilo Góes/UOL

Leonardo Felix

Colaboração para o UOL

06/04/2015 08h00

Faz tempo que a Renault traça planos para tentar romper a hegemonia das quatro grandes montadoras no Brasil (Fiat, Ford, GM e Volkswagen), mas não consegue de fato concluir o objetivo. Para crescer além de 7% -- sua atual fatia no mercado nacional -- e sair do "quase", a fabricante francesa precisa diversificar sua linha, algo que o presidente da marca no país, Olivier Murguet, garantiu que irá acontecer nos próximos meses.

UOL Carros destrinchou os planos de curto e médio prazo, e deles constam algumas surpresas. A primeira delas: esqueça o esportivo Mégane RS, tantas vezes anunciado e adiado. A solução virá no segundo semestre deste ano e será caseira. Trata-se do Sandero RS, versão do compacto equipada com o motor Hi-Power 2.0 flex de 143/148 cv e 20,2/20,9 kgfm (gasolina/etanol). É o mesmo motor usado, por exemplo, no Duster 2016 e, como no SUV, será gerenciado por câmbio manual de seis marchas. Segundo fontes, carroceria e suspensões estão sendo retrabalhadas pela divisão Renault Sports, para suportar o trem-de-força maior e mais forte.

Não espere que a versão apimentada do Sandero surja nas lojas por menos de R$ 50 mil, patamar inicial da versão Stepway. Espere algo perto dos R$ 60 mil.

Um novo segmento

Ainda em 2015, chega a versão de produção da Duster Oroch. A picape compacta-média mostrada no Salão de São Paulo 2014 usa a mesma plataforma do SUV. A expectativa é alta: inaugurar um segmento inexistente no Brasil e alcançar vendas entre 40 e 50 mil unidades/ano. Ainda não há pistas sobre a faixa de preço, que deve ficar abaixo do patamar de Chevrolet S10 e companhia.

3-cilindros

No primeiro semestre de 2016, a aposta é no segmento dos subcompactos. O objetivo é substituir o Clio. O nome deve mudar por conta do cansaço local provocado pela defasagem e pela total falta de relação com o Clio europeu, cada vez mais moderno em sua quarta geração.

A base do novo modelo tende a ser a do Datsun Redi-Go, protótipo de uma das divisões de baixo custo da marca, criado na Ásia e mostrado no Salão de Nova Déli 2014. Nele estreará, também, o motor 1.0 3-cilindros para a gama Renault. Sem novidades, será o mesmo usado nos primos Nissan March e Versa.

A meta do novo pequeno Renault é bem clara: tem de custar até R$ 30 mil, para não canibalizar o Sandero. A produção será em São José dos Pinhais (PR). "Com a instabilidade do mercado argentino, só é possível trabalhar com essa faixa de preço e bom volume de vendas se a fabricação for local", disse uma das fontes a UOL Carros.

Anindito Mukherjee/Reuters
Conceito Redi-Go, desenvolvido pela divisão de baixo custo Datsun, pode ser usado como base para substituto do Clio, usando motor 3-cilindros do Nissan March Imagem: Anindito Mukherjee/Reuters

Tchau, Captur! Oi, Kadjar

Por fim, o Captur, jipinho urbano já flagrado em testes por aqui, está definitivamente descartado. Por não fazer sentido trazer um crossover menor e (muito) mais caro que o Duster, a Renault local mira agora no Kadjar, utilitário de sete lugares apresentado recentemente no Salão de Genebra. Como também não compensa trazê-lo da Europa, a ideia é fabricá-lo na América do Sul -- muito provavelmente na Argentina. Prazo: final de 2016, por não menos de R$ 90 mil.

Isso, claro, se nenhuma nova reviravolta ocorrer. Promessas a Renault já fez várias. Para se estabelecer como grande de vez, será preciso torná-las realidade.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo