Carros

Nissan Versa, R$ 41.990, agora é 1.0 e nacional para bater Cobalt e cia.

André Deliberato

Do UOL, em Mogi das Cruzes (SP)

18/03/2015 06h00

Em em 2011, a Nissan estava em alta e seu sedã Versa acumulou filas de espera de mais de três meses. Importado do México sem o atual sistema de cotas, logo se tornou um dos modelos mais procurados da categoria, pois oferecia espaço de sedã médio aliado ao consumo de combustível de carro compacto.

Tudo caminhava bem até surgir o Inovar-Auto, atual regime automotivo do governo. Com a imposição das cotas de importação, a Nissan se viu obrigada a baixar a bola e esperar que sua fábrica em Resende (no interior do Rio de Janeiro), anunciada antes do regime, ficasse pronta. Três anos em compasso de espera.

Em 2014, a sede fluminense "nasceu" e o hatch March, primeiro modelo nacionalizado, já recuperou boa parte do prejuízo criado ao longo das últimas temporadas, crescendo mais de 30% de julho a dezembro passados, segundo dados da marca. Agora é a vez do Versa ser brasileiro.

Para tentar chegar perto dos bons números de vendas de outrora -- quando entregou mais que 2.000 unidades em alguns meses de 2012, número bem maior que a média mensal de 2014, de pouco mais de 1.000 emplacamentos/mês --, a Nissan resolveu criar mais versões e equipar o sedã com o novo motor 1.0 de três cilindros que estreou no March. Até agora, apenas o motor 1.6 era oferecido.

Murilo Góes/UOL
Mudanças de visual se concentram na dianteira; na traseira, apenas o parachoque muda Imagem: Murilo Góes/UOL

Versões e preços

  • Versa 1.0 -- R$ 41.990

É complicado pagar R$ 42 mil em um sedã 1.0 e a Nissan sabe disso. Mas a marca aposta que a alta demanda pelas versões de entrada de Hyundai HB20S e Ford Ka+, ambos 1.0, também pode enxergar no Versa uma proposta interessante. Para isso, desde a versão inicial o modelo oferece ar-condicionado; direção elétrica; alarme com acionamento por controle remoto (chave); banco do motorista e coluna de direção com ajuste de altura; computador de bordo; vidros dianteiros, travas e retrovisores elétricos e abertura interna do tanque de combustível, além dos obrigatórios freios ABS e airbag duplo. As rodas são de aço, de 15 polegadas, com calotas. Também não há sistema de som, mas apenas uma preparação.

  • Versa 1.0 S -- R$ 44.990

Acima da versão de entrada está o Versa 1.0 S, que acrescenta à lista de equipamentos da configuração anterior um sistema de rádio com CD/MP3-Player, com entradas USB e auxiliar, quatro alto-falantes e conexão Bluetooth; volante multifunção (com comandos para o rádio) e rodas de liga leve aro 15.

O motor 1.0 de três cilindros que equipa ambas as versões, o mesmo do March, rende 77 cavalos de potência e 10 kgfm de torque, com gasolina ou etanol.

  • Versa 1.6 SV -- R$ 46.490

A partir das configurações com motor 1.6, o Versa agrega todos os equipamentos já citados com a adição de um botão para abertura interna do porta-malas (no 1.0 ela acontece pela chave); detalhes cromados no interior; alças de segurança no teto para três passageiros (menos o motorista); luzes de cortesia para três ocupantes; porta-malas iluminado e mais alguns porta-copos. As rodas aro 15, porém, voltam a ser de aço e cobertas por calotas.

  • Versa 1.6 SL -- R$ 49.490

Adiciona ao pacote do Versa SV (acima) acabamento em camurça em algumas partes dos bancos; assento traseiro rebatível; vidros traseiros elétricos; revestimento em tecido nas portas; molduras cromadas nas janelas e na manopla de câmbio; e cintos de segurança traseiros retráteis de três pontos. Essa configuração também retoma as  rodas de liga aro 15.

  • Versa 1.6 Unique -- R$ 54.990

Nova configuração topo de gama, tem tudo que já foi citado e ainda detalhes em preto brilhante (black piano) no painel; maçanetas externas e friso cromados; ar-condicionado com display digital e função automática; tela colorida no painel de 5,8 polegadas com câmera de ré integrada; sistema de navegação por GPS; faróis de neblina; limpador de parabrisa com função intermitente ajustável; sistema Isofix para fixação de cadeirinhas infantis; revestimento interno de couro (portas, manoplas e bancos) e rodas de liga leve de 16 polegadas.

O motor das versões mais caras é o mesmo 1.6 quatro-cilindros do Versa atual, de 111 cv e 15,1 kgfm, com etanol ou gasolina. O câmbio é sempre manual de cinco marchas e, por enquanto, não há previsão de opção automática CVT.

Com a adição das novas configurações de entrada, a expectativa da Nissan, como já dito, é voltar a emplacar mais de 2 mil carros/mês regularmente. Em 2015, o sedã já soma animadores 4.258 emplacamentos, entre janeiro e fevereiro, média de 2,1 mil carros/mês -- por conta de promoções para queimar o estoque das unidades ainda importadas do México. Esse é o patamar e abaixo disso não pode ficar.

Pós-venda é promessa

Com 4,49 m de comprimento, 1,70 m de lagura, 1,51 m de altura e 2,60 m de entre-eixos, o Versa ainda pode levar 460 l no porta-malas -- o Chevrolet Cobalt, seu maior rival, é capaz de carregar até 563 litros (são 4,48 m, 1,74 m, 1,52 m e 2,62 m, respectivamente, no carro da GM). A garantia do Versa será de três anos, sem limite de quilometragem. São seis opções de cores (prato e branco sólidos, vermelho, prata e dois tipos de cinza metálicos).

A marca promete oferecer o menor custo de revisão do segmento (até 60 mil quilômetros). No caso do Versa 1.0, o primeiro serviço (10 mil km) terá preço fixo de R$ 199; o segundo (20 mil km), R$ 319 -- ambos com mão-de-obra grátis. A partir do terceiro, com mão de obra inclusa, os valores sobem para R$ 269 (30 mil km); R$ 399 (40 mil km); R$ 269 (50 mil km) e R$ 379 (60 mil km), totalizando R$ 1.854. No 1.6, os preços são, respectivamente, de R$ 239, R$ 359, R$ 249, R$ 379, R$ 249 e R$ 379.

Ainda segundo dados da marca, o serviço de pós-venda relacionado à peças também foi aprimorado graças a um novo armazém de Resende -- inaugurado em junho de 2014 --, que pode disponibilizar 98% das peças em pronto atendimento, com 24h de prazo de entrega para as principais cidades do Sul e Sudeste (média de 5 dias para as demais regiões) e 48h em casos extremos (situação em que o veículo não pode se mover) em todo o Brasil.

Murilo Góes/UOL
Maior mudança está no interior: é bacana ver a preocupação da Nissan com a qualidade Imagem: Murilo Góes/UOL

Impressões

UOL Carros rodou cerca de 30 km com a nova versão 1.0 S. O acabamento melhorou, embora ainda possua muito plástico duro, e está mais requintado que o do Versa anterior, a ponto de deixá-lo no mesmo nível que o de rivais como Hyudai HB20S e Chevrolet Cobalt, por exemplo. É bacana e perceptível ver a preocupação da Nissan com a qualidade do material interno. Entre os outros concorrentes, apenas o interior do Ford Ka+ está um passo a frente.

O motor 1.0, suficiente para o March, fica devendo sob o capô do Versa, justamente por causa dos 92 quilos de diferença entre o hatch e o sedã -- praticamente o peso de uma pessoa a mais. Para a cidade a falta de potência e torque passa praticamente despercebida, mas na estrada seu desempenho desanima. O câmbio também não colabora, já que algumas marchas têm engates difíceis ou relações muito longas. Ao menos o ronco que sai do escape e que invade a cabine agrada, já que o ruído emitido pelo carro não é o mesmo que o dos tradicionais motores 4-cilindros, mas aquele agradável som metálico dos propulsores 3-cilindros -- parecidos, ligeiramente, com o de um 6-cilindros.

Essa morosidade dinâmica tem ao menos uma vantagem: o consumo de combustível. Com etanol no tanque, UOL Carros conseguiu registrar a boa média de 10,2 km/l na estrada. Segundo dados oficiais da Nissan, o Versa pode fazer até 8,5 e 10,4 km/l (cidade/estrada) com etanol ou 12,6 e 15,2 km/l (cidade/estrada) com gasolina, números que o credenciam como veículo nota A no Conpet, o programa de etiquetagem veicular do Inmetro.

Viagem a convite da Nissan

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo