Carros

Flagrado em SP, Chery "Tiggão" será primeiro chinês a focar em segurança

Marcos Chien/UOL
Tiggo 5 deve mudar de nome no Brasil, para evitar conflitos com o atual Tiggo Imagem: Marcos Chien/UOL

Leonardo Felix

Colaboração para o UOL, em São Paulo (SP)

06/03/2015 19h57

A Chery já prepara a chegada do Tiggo 5 ao mercado brasileiro. Flagra enviado pelo leitor Marcos Chien mostra o SUV médio chinês rodando no bairro da Liberdade, em São Paulo (SP), preparando-se para o lançamento, no segundo semestre deste ano, ainda como modelo importado da China.

No primeiro trimestre de 2016, conforme já noticiado por UOL Carros, o utilitário começa a ser produzido na recém-inaugurada fábrica de Jacareí (SP), fechando a tríade de produtos nacionais da marca chinesa ao lado do compacto Celer (hatch e sedã) e do subcompacto QQ.

Marcos Chien/UOL
É possível enxergar os sensores de estacionamento traseiros em meio ao plástico fosco na parte inferior do para-choque traseiro; já câmera de ré fica escondida no vinco superior do nicho de placa; Tiggo 5 também deve receber controles de estabilidade e tração, e sensor de temperatura e pressão dos pneus Imagem: Marcos Chien/UOL
A assessoria da Chery não confirma, mas UOL Carros pode afirmar que o plano da marca é fazer do "Tiggão" (apelido usado para diferenciá-lo do Tiggo 3, de porte menor, já comercializado no Brasil) o automóvel chinês mais seguro à venda no país. Para isso, a fabricante oferecerá pacote de segurança com controles de estabilidade e tração (nenhum chinês disponível por aqui conta com este item até hoje), sensor de pressão e temperatura dos pneus, e câmera de ré com sensor de estacionamento traseiro.

Pacote multimídia completo e itens de conforto serão outras apostas do Tiggo 5 para fisgar clientes brasileiros. O jipe nacional sairá de fábrica com volante multifuncional, partida do motor sem chave (por botão), bancos de couro e teto solar elétrico. Já a tela de toque de sete polegadas gerenciará conexão Bluetooth, navegador GPS, entrada USB, rádio AM/FM e comandos de voz. No exterior, destacam-se as luzes diurnas e lanternas traseiras em LED.

Arma da Chery para brigar contra Hyundai ix35 e JAC T6, Tiggo 5 nacional usará um propulsor 2-litros de 16 válvulas, com duplo comando variável e injeção multiponto digital, capaz de gerar 139 cavalos de potência. O câmbio é manual ou CVT (continuamente variável), o mesmo que equipará o Celer a partir do fim de 2015.

A montadora diz que ainda não tem detalhes de preços e versões. Contudo, se o utilitário for vendido em versão única (como ocorrerá com o T6), com todos esses itens, fica difícil imaginá-lo abaixo de R$ 70 mil.

EM BUSCA DE UM NOME

Segundo apurado por UOL Carros no fim do ano passado, o "Tiggão" deve ser rebatizado em sua chegada, para não haver confusão com o Tiggo já vendido no Brasil. Isso acontece porque o "Tigginho" seguirá no mercado brasileiro e será reestilizado, também na segunda metade deste ano, mantendo o nome original.

Se você fotografar ou filmar um carro diferente e/ou camuflado, envie para UOL Carros, com seu nome completo, RG e/ou CPF, telefone, cidade de residência e local do flagra. A critério da Redação, elas podem ser publicadas, sempre com o devido crédito ao autor. Não há remuneração.

Para enviar, use o e-mail uolcarros@uol.com.br.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo