Carros

Com Bravo e March 3-cilindros, Fiat e Nissan abrem temporada de lançamentos

Leonardo Felix/UOL
Fiat Bravo no Salão de São Paulo, em 2014: em busca de uma razão para existir Imagem: Leonardo Felix/UOL

Do UOL, em São Paulo (SP)

20/01/2015 16h58

Dois lançamentos começam a movimentar o mercado automotivo brasileiro de 2015 a partir do próximo dia 29. Na ocasião, a Nissan apresenta o March com o novo motor de três cilindros, item anunciado há apenas duas semanas pelo chefão Carlos Ghosn. Em 3 de fevereiro, a Fiat mostrar sua primeira novidade do ano: a renovação do hatch médio Bravo.

A proximidade nas datas de lançamento não reflete a importância que cada carro tem para sua respectiva fabricante. O March 3-cilindros tem a missão de elevar as vendas da Nissan significativamente, agora que é fabricado no Brasil (desde abril de 2014 foram 20 mil unidades, mas com motor 1.0 "normal", de quatro cilindros) e está livre de qualquer restrição quantitativa de importações (ele vinha do México).

O motor tricilíndrico de 1 litro baseia-se em outro, de 1,2 litro e origem indiana. Possui bloco e cabeçote em alumínio e quatro válvulas por cilindro, com potência máxima de 77 cavalos e torque de 10 kgfm (valores iguais para etanol e gasolina). Em breve, equipará também o New Versa, cuja fabricação começou esta semana em Resende (RJ).

Murilo Góes/UOL
Já com cara nova desde 2014, March agora recebe motor menor -- e melhor Imagem: Murilo Góes/UOL
Já o Bravo nunca conseguiu cumprir a contento o papel de encarar hatches veteranos no segmento médio: Volkswagen Golf, Chevrolet Cruze e Ford Focus, entre outros, jamais se incomodaram com o rival italiano -- que no ano passado emplacou apenas 4.436 unidades, perdendo até do Peugeot 308 (5.574) e do importado e caro Hyundai i30 (5.181).

Com a reforma visual exibida no Salão de São Paulo, o modelo ficou mais parecido com o Linea, mudado em 2014. Aliás, este sedã -- que foi relançado com mea culpa da Fiat -- está conceitualmente mais próximo do Punto e foi até mesmo reposicionado no mercado -- com preços mais baixos que os da estreia, em 2008.

Ou seja, não é fácil a vida de dois-volumes "solteiro". O Bravo sofre por não ter um Fiat sedã médio que lhe faça par e que seja referência de sofisticação -- ele, como hatch, seria referência de esportividade.

O Bravo chegará às lojas como ano-modelo 2015 e terá, desde a versão de entrada (Essence 1.8) um novo sistema multimídia com tela LCD tátil e comandos de mídia e telefone pelo volante multifuncional revestido em couro; câmera de ré e sistema de navegação por GPS serão opcionais, a depender da versão. A gama do modelo fica assim: Essence 1.8; Sporting 1.8; T-Jet 1.4 (turbo, só manual de seis marchas); e Blackmotion 1.8, série especial que virou a versão topo do hatch.

O câmbio Dualogic Plus é opcional nas versões com motor 1,8 litro.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo