Carros

Land Rover que será brasileiro vai bem em segurança; Logan fracassa

Divulgação
Discovery Sport, que terá sua produção nacionalizada em 2016, foi o modelo com médias mais altas entre os 12 testados pelo Euro NCAP em novembro, e ganhou 5 estrelas Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo (SP)

03/12/2014 14h21

Prestes a chegar no Brasil, ainda como importado, antes de ter sua produção nacionalizada em 2016, o Land Rover Discovery Sport obteve as notas mais altas entre os 12 veículos testados na bateria de novembro dos testes do Euro NCAP,  órgão que mede os índices de segurança dos automóveis comercializados na Europa.

Os resultados foram divulgados nesta quarta-feira (3) e são importantes para o Brasil, pois nove modelos aferidos já estão ou estarão em breve circulando pelas ruas de nosso país (na quinta (4), será a vez do Latin NCAP, divisão latino-americana que avalia os veículos vendidos por aqui, anunciar seus resultados). No geral, o Discovery Sport alcançou as melhores médias, atingindo com sobras o número máximo de cinco estrelas.

A proteção para adultos foi considerada 93% ideal, sendo 83% para crianças e 82% nas assistências de segurança. O SUV só derrapou na simulação de atropelamento, ao demonstrar baixa segurança na parte frontal do capô. Por outro lado, o airbag externo foi eficiente na proteção à cabeça do pedestre. Por fim, o jipe também passou pela prova do auxílio de frenagem de emergência, e se saiu bem: o sistema evitou totalmente a colisão a 20, 30 e 45 km/h. Aos 50 km/h, conseguiu brecar até 22 km/h no momento do choque.

Veja o desempenho do Discovery Sport nos vídeos abaixo:

LOGAN DECEPCIONA
Vendido na Europa com o emblema da subsidiária Dacia, o Renault Logan foi a grande decepção desta rodada do Euro NCAP. Avaliado na configuração perua -- a plataforma e os equipamentos de segurança são os mesmos do sedã --, o modelo franco-romeno ganhou apenas três estrelas no resultado geral, perdendo muitos pontos na proteção para adultos, pedestres e na falta de tecnologias de segurança embarcadas.

O teste frontal (a 64 km/h) constatou proteção de apenas 57% para os passageiros do banco da frente, com especial ineficiência para as regiões do peito e pernas -- não há pré-tensionadores nos cintos e a parte de baixo do conjunto mecânico sob o capô invadiu o habitáculo em quase 15 centímetros --, enquanto o lateral (50 km/h) e o de poste (29 km/h) detectaram que os airbags estão posicionados de forma inadequada, deflagrando muito em cima da cabeça dos bonecos. 

Divulgação
Logan perua quase rachou ao meio em simulação de impacto lateral contra um poste Imagem: Divulgação
Surpreendentemente, as crianças que vão no banco de trás estão mais protegidas (o nível de segurança atingiu 75%, embora a movimentação de pescoço dos bonecos tenha sido considerada alta). A simulação de atropelamento atingiu 55% e demonstrou proteção "adequada" às pernas e cabeça de pedestres, porém ruim na altura do cóccix. Por fim, o Logan perdeu pontos por não possuir assistências como frenagem automática de emergência, aviso para atar os cintos traseiros e limitador de velocidade (este existe só como opcional). 

O saldo final (três estrelas) é o mesmo que a geração antiga do modelo já havia conquistado no Euro NCAP, em 2005. Vendido no Brasil só como sedã (já na mesma geração da Europa), o modelo ainda não passou por testes no Latin NCAP, divisão latino-americana que avalia os veículos vendidos em nosso país.



DEMAIS TESTES
Fora o Logan, outros três carros testados pelo Euro NCAP em novembro já rodam pelo Brasil: Porsche Macan (primeiro modelo da história da marca a passar pelo Euro NCAP; ganhou cinco estrelas, mas obteve menos de 70% de proteção para pedestres e sistemas auxiliares), Ford Fusion (vendido como Mondeo no Velho Continente, e testado na configuração perua; assim como o Macan, este também alcançou número máximo de estrela, mas recebeu nota abaixo de 70% nas assistências e simulação de atropelamento) e Mini Cooper (que não atingiu 80% em nenhuma área, fechando com quatro estrelas).

Entre os que estão prestes a chegar, o Volkswagen Passat (sem confirmação para o Brasil) se deu muito bem e ganhou cinco estrelas, assim como o Kia Sorento e o Lexus NX (ambos chegam em 2015), apesar de este ter tido médias um pouco mais baixas em todos os itens. Já o novo smart fortwo acusou as limitações de ser um automóvel tão pequeno, e não passou de quatro estrelas.

Os outros três carros avaliados foram o Subaru Outback (cinco estrelas), smart forfour e Opel Corsa (quatro estrelas). Clique aqui para acessar os resultados completos (não há opção de idioma em português). Assista abaixo aos testes feitos com Macan, Mondeo, Mini e Passat:

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo