Carros

Discovery Sport nacional sairá de fábrica de R$ 750 milhões; XE também vem

Ivan Ribeiro/Folhapress
Land Rover Discovery Sport: modelo é o primeiro a ser fabricado no RJ Imagem: Ivan Ribeiro/Folhapress

Alessandro Reis
Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em São Paulo (SP)

30/10/2014 17h09

A inglesa Jaguar Land Rover (JLR), controlada pela indiana Tata, confirmou planos ambiciosos para o Brasil: conforme UOL Carros adiantou há quase dois meses, o Discovery Sport será o primeiro a ser produzido na futura fábrica de Itatiaia (RJ), a partir de 2016. Novo modelo de entrada da marca, em substituição do Freelander 2, o Discovery Sport custará iniciais R$ 179.900.

Antes da nacionalização, o Discovery Sport fará a venda de unidades importadas, que desembarcam no país já nos primeiros meses de 2015.

Segundo Phil Popham, diretor de marketing da JLR, o Discovery Sport será "um dos primeiros modelos a serem construídos" na unidade de R$ 750 milhões no Estado do Rio -- não houve pistas de qual será o outro modelo (ou quais serão os outros), mas aposta-se no sedã Jaguar XE, com chances mais remotas para o Range Rover Evoque e para o futuro substituto do Defender. A fábrica terá capacidade para entregar 24 mil unidades ao ano e, a princípio, servirá para abastecer apenas o mercado brasileiro, mas a demanda de Mercosul e América Latina não está descartada. Inicialmente, serão 400 empregos diretos, mas a empresa espera dobrar este número até 2020.

"Tanto o Brasil como os países vizinhos são muito importantes para a Jaguar Land Rover", afirmou Popham, que justificou a escolha pelo Discovery Sport para abertura da fábrica. "O apetite do consumidor brasileiro por veículos premium de alta capacidade tem crescido bastante".

COMO É O SUV
Como todos os novos SUVs apresentados pelo grupo, o Discovery Sport lembra demais as linhas de sucesso do Evoque, com frente um pouco mais afilada e faróis bastante futuristas, com uso de LED definindo duas formas. A diferença está no porte: o Sport é maior que o Evoque, mas menos que o Discovery tradicional, que continua em produção e parte de R$ 245 mil.

Apesar do tamanho, será mais em conta que o Evoque (que parte de R$ 193.500), já que este faz parte da divisão Range Rover, de modelos mais exclusivos da JLR. O motor, porém, será o mesmo: 2.0 turbo de 240 cv do Evoque, além do 2.2 turbodiesel de 190 cv. O câmbio é o automático de nove marchas da alemã ZF.

Painéis de alumínio na carroceria dão resistência e leveza do Discovery Sport. Além disso, há toda a tradicional parafernália eletrônica de controle de tração, estabilidade e off-road, além da opção do sistema que permite "enxergar" a trilha sob o capô do carro, graças a câmeras em novas posições. O espaço na cabne será para até sete ocupantes.

PRAZER, XE
Dona da outra metade do estande, a Jaguar tem como maior atração o novo sedã de entrada XE, que estreia por aqui no ano que vem para substituir o S-Type e, de acordo com a marca, brigar de igual para igual com rivais de peso como Mercedes-Benz Classe C, BMW Série 3 e Audi A4. Ele também está cotado para ser fabricado em Itatiaia.

Dono de um capô longo e linhas dinâmicas, mas mais conservadoras que as do XF, o XE tem 75% da carroceria em alumínio, opção de motor V6 de 340 cv com compressor mecânico, câmbio automático de oito marchas e tração traseira, bem adequada à sua vocação esportiva. Serão ao todo cinco versões de acabamento.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo