Carros

Volkswagen revela novos Jetta e SpaceFox antes do Anhembi

André Deliberato

Do UOL, em São Paulo (SP)

15/10/2014 17h08

A Volkswagen promoveu na noite desta terça-feira (14) a avant-première de seis modelos que debutarão oficialmente no Salão do Automóvel de São Paulo, no final deste mês: novo Jetta (ainda mexicano, mas já com o visual renovado do modelo nacional); novas SpaceFox e SpaceCross (ambas reestilizadas com base no desenho do novo Fox); Saveiro Surf  e Amarok Dark Label (edições especiais); e Fox Pepper, versão conceitual de uma configuração "apimentada" do modelo.

Além das seis novidades mostradas nesta semana, a marca promete estrear outras sete atrações no evento -- entre elas, a esperada versão aventureira do up! (chamada pela imprensa de cross up!), o CrossFox de visual repaginado e a nova Jetta Variant, perua feita sobre a plataforma do novo Golf. Os outro quatro debutantes ainda são mantidos em segredo.

Com exceção do Jetta e do Fox Pepper ("pimenta", m inglês), que ainda é um protótipo, todos os outros carros revelados nesta terça chegam às lojas em novembro, logo após o salão.

Murilo Góes/UOL
Novo Jetta, com este visual, começa a ser feito em São Bernardo no começo de 2015 Imagem: Murilo Góes/UOL
JETTA RENOVADO
A principal estrela da noite foi o sedã Jetta, que será produzido no Brasil a partir do começo do ano que vem -- de acordo com executivos da montadora -- para "atender à demanda" e "complementar a importação mexicana", atualmente limitada devido às cotas impostas pelo Inovar-Auto. 

Visualmente, o modelo recebe novo parachoque dianteiro, mais linear, afilado e bem-resolvido que o anterior, e faróis com contornos em LEDs na dianteira. Na traseira, os parachoques também são novos, assim como as lanternas (mais curtas e menos retangulares), que podem ser de LED dependendo da versão. O interior recebe novos formato dos mostradores e revestimento dos bancos.

A Volks não revelou quais versões serão feita no Brasil. Atualmente, o Jetta é vendido nas configurações Comfortline (2.0 de 120 cv; câmbio manual de cinco marchas ou automático Tiptronic de seis velocidades) e Highline (2.0 turbo de 211 cv e transmissão DSG, automatizada, de dupla embreagem e seis marchas). O carro exposto pela marca nesta terça ainda é importado, produzido na fábrica de Puebla, no México. Os preços não devem sofrer alterações.

Murilo Góes/UOL
SpaceFox com cara de Fox, que tem cara de Golf, chega ao mercado em novembro Imagem: Murilo Góes/UOL
SPACEFOX COM CARA DE FOX
A SpaceFox, uma das remanescentes do segmento de peruas compactas no Brasil, também passa por importantes reformulações para a linha 2015. A principal diferença está no visual dianteiro, que adota a mesma cara do Fox, modelo no qual se baseia (este, por sua vez, tem inspiração no desenho do novo Golf).

Sua versão aventureira, a SpaceCross, também foi apresentada, mantendo as características do modelo anterior, como a saia dos parachoques dianteiros (pintadas de cinza) aliadas a um farol de neblina tamanho GG (desta vez retangulares, e não redondos), as caixas de roda com molduras diferenciadas e a suspensão levemente elevada. 

Apesar de a marca não divulgar os detalhes mecânicos, a perua deve oferecer o mesmo conjunto do Fox, com motor 1.6 EA111 (antigo, de 104 cv com etanol) nas versões de entrada e 1.6 MSI de 120 cv (inaugurado este ano) nas mais caras. São três opções de câmbio: manual de cinco marchas, manual de seis marchas e automatizado I-Motion de cinco velocidades.

Os preços devem subir ligeiramente se comparados com os de hoje (a partir de R$ 53.180 e R$ 62.470, respectivamente), assim como aconteceu com o Fox.

Murilo Góes/UOL
Fox Pepper tem visual mais invocado, mas por enquanto é só conceito Imagem: Murilo Góes/UOL
FOX PEPPER, O "APIMENTADO"
Outra novidade mostrada pela marca foi o Fox Pepper, configuração conceitual do modelo que pode vir a se tornar versão definitiva dependendo da aceitação do público no Salão de São Paulo. Apesar da cara invocada proposta pelo novo desenho do parachoque frontal e do friso vermelho na grade (que tem formato de colmeia), não há nada apimentado no trem-de-força, composto pelo mesmo conjunto da versão Highline (motor 1.6 de 120 cv e câmbio manual de seis marchas).

Fora o visual dianteiro agressivo, o conceito tem faróis e lanternas com máscaras negras, saída de escapamento com ponteira dupla e teto panorâmico pintado de preto, além de um interior temático, com bancos coloridos e grafismos exclusivos.

Como não há previsão de lançamento -- já que, como repetiam os executivos da marca, trata-se de apenas um "estudo" --, não há como posicionar oficialmente o Fox Pepper entre as versões oferecidas atualmente pelo modelo. Pode ser que, caso seja produzido em série, ele ocupe o topo da gama, custando a partir de R$ 50 mil (sem opcionais).

Murilo Góes/UOL
Saveiro retoma versão Surf, que antes era Supersurf por causa do campeonato de surfe Imagem: Murilo Góes/UOL
O RETORNO DA SAVEIRO SURF
A Saveiro também tem mudanças e retoma para 2015 a configuração Surf, destinada ao público mais jovem. Oferecida somente com cabine simples (para que o surfista tenha espaço suficiente para guardar suas pranchas) e criada sobre a versão Trendline, a picape tem grade em formato de colmeia, frisos cromados, faróis com máscara negra e de neblina (de série) e logotipos da versão nos paralamas, acima das caixas de rodas dianteiras e nas soleiras das portas, além de um adesivo que simula uma onda nas laterais da carroceria.

O motor é o mesmo de todas as outras versões da Saveiro: o antigo e conhecido EA111 de 104 cv com etanol, que na picape só pode ser combinado ao câmbio manual de cinco velocidades. O preço não foi revelado.

Divulgação
Amarok Dark Label foi anunciada, mas não foi mostrada ao vivo aos jornalistas Imagem: Divulgação
AMAROK DARK LABEL
Até a picape Amarok terá mudanças para 2015. Baseada na versão Trendline, a configuração Dark Label ganha elementos pintados de preto fosco (santantônio, estribos laterais, maçanetas, capa dos retrovisores e parachoque traseiro), lanternas traseiras escurecidas e uma faixa decorativa com o logotipo "Dark Label" (literalmente, "selo negro") nas portas traseiras. As rodas de liga leve de 17 polegadas ganham desenho exclusivo para a versão.

Assim como no caso da Saveiro, o preço só será anunciado pela Volks durante o Salão do Automóvel, nas próximas semanas.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo