Carros

Com dois meses de vida, novo Ka tem recall por falhas de chave e ignição

Do UOL, em São Paulo (SP)

25/09/2014 09h54Atualizada em 25/09/2014 14h31

Dois meses após o lançamento da novíssima geração do Ka, a Ford já se vê obrigada a notificar proprietários para um recall. A empresa convocou, nesta quinta-feira (25), donos da versão hatch do modelo, produzidos entre 6 e 14 de agosto último (finais de chassis de F8121717 até F8128826), a comparecerem, a partir de 26 de setembro, a um revendedor autorizado da marca para substituição do cilindro de ignição, troca do cilindro da fechadura da porta do motorista e das chaves principal e reserva. São três correções que precisam ser feitas.

Segundo a empresa, são 219 unidades envolvidas no chamado.

João Mantovani/UOL
Falha do cilindro de ignição tem afetado principalmente carros da GM, que como a Ford é uma marca de origem americana. No Brasil, Camaro e Omega estão envolvidos; nos EUA, o Cobalt de lá já provocou 21 mortes confirmadas Imagem: João Mantovani/UOL
Curiosamente, a falha apresentada pelo novo Ka é análoga àquela que tem comprometido modelos da rival Chevrolet vendidos no Brasil e nos Estados Unidos: cilindros de chave defeituosos. No caso da marca da GM, o defeito ocorre com o cilindro de ignição, que não sustenta a chave corretamente possibilitando que esta vire por conta de algum movimento brusco (um toque involuntário do motorista ou passagem por sobre algum obstáculo de pista), desligando motor, coluna de direção e airbags e reduzindo drasticamente a eficiência dos freios. A falha já atingiu Camaro e Omega importados ao Brasil, bem como quase 3 milhões de carros novos e antigos nos Estados Unidos -- o caso mais complicado é o do sedã Cobalt americano, cuja falha está ligada a pelo menos 21 mortes confirmadas e indenizações milionárias.

Voltando ao Ka brasileiro, a Ford informa um defeito similar: o cilindro de ignição pode apresentar torque abaixo da especificação. Sob determinadas condições de rodagem, a chave poderá girar da posição "2" (ligado) para a posição "1" (contato e equipamentos eletrônicos), o que causaria desligamento involuntário do motor, impedindo o correto funcionamento do sistema de freios, da direção elétrica e dos airbags. Além disso, seria necessário trocar o cilindro da porta (fechadura), bem como as chaves principal e reserva.

Como se vê, a Ford resolveu optar pelo "pacote completo" para tentar resolver um defeito que pode ter desdobramentos sérios.

Para verificar se o veículo está envolvido na campanha e mais informações, a Ford disponibiliza o telefone 0800 703 3673 ou o site www.ford.com.br.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo