Carros

Novo Fiat Uno tem "tecnologia Ferrari" e desliga o motor sozinho

André Deliberato

Do UOL, em São Paulo (SP)

27/08/2014 07h32

Antes programado para agosto, o lançamento oficial do novo Fiat Uno ficou para setembro, mais precisamente para os dias 3 e 5. Modificado, o compacto chega às concessionárias nas semanas seguintes, já como modelo 2015. "Todas as lojas deverão ter o carro até dia 20", garante fonte ligada à marca.

Nem todo Uno 2015 terá novo visual: a versão Vivace, de entrada, manterá o estilo atual. Nas demais, a reestilização trará faróis maiores e parachoques e lanternas redesenhados, assim como o interior completamente alterado. Haverá ainda uma inédita versão com sistema start/stop (que desliga/liga o carro em paradas rápidas, como em semáforos, para economizar combustível) e câmbio automatizado Dualogic sem alavanca (inspirado em transmissões de Ferrari).

Divulgação
Faróis maiores, capô mais robusto e novos parachoques: esta é a frente do Uno 2015 Imagem: Divulgação
Fica assim a gama do Fiat Uno 2015 -- ainda não há valores divulgados:

Uno Vivace 1.0 2-portas (visual antigo)
Uno Vivace 1.0 4-portas (visual antigo)
Novo Uno Attractive 1.0
Novo Way 1.0
Novo Uno Evolution 1.4

Novo Uno Way 1.4
Novo Uno Sporting 1.4

A iminente chegada do novo Uno praticamente não afeta os revendedores da Fiat, que oferecem leves descontos para o modelo 2014 -- cerca de R$ 500, segundo apuração feita por UOL Carros com concessionários de São Paulo e do Rio de Janeiro nesta segunda-feira (25). O preço cheio (para São Paulo) do Uno Vivace 2014 é de R$ 26.110, chegando ao topo de R$ 35.650 no Sporting 2014.

Questionados sobre o modelo 2015, alguns lojistas recomendaram esperar "mais alguns dias", outros disseram que não valia a pena aguardar por um carro que "pode ser mais caro". É esperar para ver (os preços serão divulgados no lançamento oficial).

EVOLUÇÃO
Motores não mudam na linha 2015 e o Uno segue equipado pelo 1.0 Fire ou 1.4 Evo. Não será desta vez que o modelo receberá propulsor de três cilindros, que de acordo com alguns executivos, continua em desenvolvimento.

Quanto ao câmbio, como descrito acima, haverá o automatizado Dualogic, além do tradicional câmbio manual, ambos com cinco marchas.

Apenas a versão Evolution, que aposenta a atual Economy, trará o sistema start/stop de série. Nas demais, a tecnologia sequer entra como opcional. Nesta configuração, o motor é o 1.4 Evo flex (88 cavalos e 12,5 kgfm de torque com etanol; 85 cv e 12,4 kgfm com gasolina) e o câmbio só pode ser manual.

Divulgação
Painel foi totalmente reformulado: interior ganhou em ergonomia, estilo e refino Imagem: Divulgação
COMO FUNCIONA
UOL Carros participou de um workshop técnico sobre o modelo no último dia 8 de agosto e conheceu pessoalmente o primeiro automóvel nacional com start/stop. Trata-se do primeiro carro da história a utilizar o sistema combinado com motor flex.

Durante as simulações, o Uno equipado com a tecnologia chegou a proporcionar economia de até 20% no consumo e nas emissões de poluentes se comparado ao Uno comum, sem o sistema. É curioso, uma vez que modelos importados equipados com a tecnologia (quase sempre com motor de maior capacidade) prometem economia mais restrita, no máximo em torno dos 10%.

A economia proposta significa que uma pessoa que gaste cinco tanques de combustível por mês com o Uno atual (na cidade) passará a utilizar quatro, caso a opção seja pelo Evolution.

O start/stop da Fiat tem funcionamento diferente do pedido por modelos importados, que geralmente são automáticos: na parada, é preciso colocar o câmbio em ponto morto e tirar o pé da embreagem para que o motor desligue sozinho (o habitual seria a desativação do motor no momento em que se pisa do freio ou, no mínimo, na retirada do pé do acelerador). Na retomada, algo mais normal: ao pisar na embreagem, o sistema religa o motor imediatamente. O sistema pode ser ativado/desativado por um botão no painel.

A Fiat conquistou nota A no Conpet, programa de etiquetagem veicular do Inmetro, com o Uno comum e espera a repetição com o modelo 2015.

Divulgação
Novo Uno passa a utilizar este display digital no cluster como item de série Imagem: Divulgação
VISUAL
Visto de longe, o novo Uno pode até ser confundido com o atual, já que as alterações externas são poucas. Parachoques frontais redesenhados ganham trio de fendas do Palio e novos nichos para luzes de neblina; o capô tem vincos mais musculosos; o farol está ligeiramente maior. Na traseira, os parachoques também mudaram e as lentes das lanternas trazem detalhes inspirados no tema "round square" (quadrado de bordas arredondadas, que marca esta geração do Uno), que podem ser notados apenas de perto, criando até certo efeito de tuning.

Tudo parece novo, de fato, no interior, que ganhou em qualidade. Os plásticos estão mais refinados (parecidos com os do novo Palio e Punto) e a ergonomia evoluiu em comparação com o anterior. O console central pode ter tela digital do rádio (opcional) inspirada nas de modelos da Jeep, algo que também ocorre com o volante e seus botões multifuncionais.

O quadro de instrumentos também muda: escala única em forma de meio círculo abriga um pequeno display digital de 3,5 polegadas ao centro (de série em todas as versões do Uno reestilizado -- ausente na Vivace), responsável pelas informações do computador de bordo (e do start/stop, caso a configuração seja a Evolution).

Divulgação
Novos parachoques e lanternas compostas por luzes pequenas: a nova traseira Imagem: Divulgação

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo