Carros

Veja coisas que parecem bobagem, mas que são importantes no seu carro

Do UOL, em São Paulo (SP)

11/08/2014 20h27

Já dissemos que muitas coisas que um carro moderno oferece, de série ou como opcionais, são inúteis. Mas também existem equipamentos e acessórios que são importantes, embora não aparentem isso. UOL Carros preparou uma lista de itens que, sim, têm função prática -- seja ela dinâmica, para o conforto ou a segurança dos ocupantes do carro. Em quase todos os casos, o custo do item já está embutido no preço do automóvel. Apenas o rack de teto, geralmente vendido como opcional ou acessório, foi encontrado com preço à parte.

Divulgação
REPETIDOR DE SETA NO RETROVISOR: recurso reforça a sinalização Imagem: Divulgação
A desculpa de que "não deu para ver" o outro carro dar seta perde força caso este possua repetidores no retrovisor. Além do inegável efeito estético -- que faz muita gente achar que se trata de um enfeite tipo "tuning", as luzes servem como sinalização extra na hora de fazer conversões e trocas de faixa: frente, traseira e lateral do carro piscam simultaneamente.

Murilo Góes/UOL
BRAKE LIGHT: terceira luz de freio é obrigatória desde 2009 no Brasil Imagem: Murilo Góes/UOL
A terceira luz de freio que se acende na traseira (geralmente em posição alta) virou modinha nos anos 1990, quando ainda não era obrigatória -- o que só aconteceu em 2009. "É mais uma luz de alerta, e de extrema importância", afirmou à época Marcos Vinícius Aguiar, então diretor da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA). Como o uso começou na base do enfeite, a fama de supérflua ficou. 

Divulgação
RACK DE TETO: carros menores podem carregar bicicletas, pranchas, bagagem... Imagem: Divulgação
Muita gente usa apenas como enfeite, mas a função do rack de teto é transportar pranchas de surfe, bicicletas e até mesmo bagagens comuns que não couberam no porta-malas. É preciso ficar atento à altura: o máximo permitido pelo Código de Trânsito são 50 cm além da carroceria. O preço médio gira em torno de R$ 500.

Murilo Góes/UOL
LUZ DIURNA DE LED: importados e alguns nacionais já usam o equipamento Imagem: Murilo Góes/UOL
Obrigatórias na Europa, as luzes de posição (ou luzes diurnas) são lâmpadas que permanecem acesas nos faróis dianteiros quando o conjunto estiver desligado (por isso são "diurnas"). Caso sejam de LED, fica ainda mais forte a sensação de que a ideia é se exibir. Mas, segundo dados europeus, os acidentes caíram mais de 20% depois da obrigatoriedade.

Murilo Góes/UOL
REFLETOR NO PARACHOQUE: equipamento que pode salvar vidas Imagem: Murilo Góes/UOL
Os refletores traseiros de farol, normalmente posicionados no parachoque (como no Logan, na foto acima) ou até nas próprias lanternas dos veículos, refletem o farol do carro que vem atrás e mostram que existe um veículo no caminho, mesmo que este esteja com as luzes apagadas. Desconhecendo ou desconsiderando a questão da segurança, há quem retire ou pinte os refletores para obter um acabamento "fumê".

Divulgação
REOSTATO: regular a intensidade da luz no painel pode prevenir acidentes Imagem: Divulgação
Carros mais completinhos trazem de série o ajuste da intensidade de luz do painel. Parece uma simples comodidade para o motorista, mas trata-se de uma função importante para a segurança dos ocupantes: luz demais serve para manter o motorista acordado, mas também pode cansar a vista e desviar a atenção da estrada; luz de menos pode dar sono.

Divulgação
FRISOS: em alguns casos acessório parece inútil, mas ele protege a carroceria Imagem: Divulgação
Mesmo finos, de plástico rígido e muito diferentes daqueles "borrachões" de antigamente, os frisos têm a função de proteger a carroceria do carro daquelas "encostadas" em estacionamentos com vagas longitudinais. Sai mais barato trocar os frisos, que são apenas colados às portas, do que tratar arranhões e leves amassados na lataria -- que podem exigir repintura.

Murilo Góes/UOL
VINCOS: "cortes" e "traços" na carroceria ajudam na economia de combustível Imagem: Murilo Góes/UOL
Os vincos que você vê em boa parte dos carros mais recentes (especialmente nos médios e médios-grandes) não são apenas caprichos dos designers. Eles servem para facilitar o caminho do ar ao longo da carroceria, jogando-o para trás do carro. Assim fica mais fácil vencer a resistência do ar, algo fundamental para a economia de combustível. Além disso, eles contribuem para uma menor vibração e servem para dar mais resistência às chapas mais finas da lataria.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo