Testes e lançamentos

Audi A8L quer ser "carro de patrão" menos caro do Brasil a partir de agosto

Leonardo Felix

Colaboração para o UOL, em Munique (Alemanha)

04/07/2014 19h59

Sabe aquela cena de filme em que o ricaço entra numa limusine e pede ao motorista que o conduza até seu destino, enquanto resolve alguma questão profissional ou particular ao telefone ou simplesmente relaxa no (confortável) banco de trás? Tem gente que faz questão desse tipo de mordomia na vida real. É claro que ela tem um custo, e é alto, a começar pelo carro.

Grifes como Bentley e Rolls-Royce, que representam o suprassumo do luxo para o passageiro do banco traseiro, cobram acima de R$ 1 milhão por esse tipo de veículo. Outras, as chamadas "premium" -- Audi, BMW, Mercedes-Benz, Lexus --, oferecem opções a preços um pouco mais "acessíveis", algo entre R$ 500 mil e R$ 700 mil.

A Audi briga nesse segmento com uma versão alongada do sedã grande A8, que usa propulsor aspirado de 6,3 litros e é vendida no Brasil a mais de R$ 650 mil. A partir de agosto, a marca alemã trará a linha 2014 do modelo, reestilizada, e que incluirá uma versão com motorização turbo de 3 litros.

O uso desse motor menor faz parte da meta de oferecer o "carro de patrão" mais barato do Brasil.

A Audi ainda não fechou o preço do A8L 3.0 TFSI para o mercado nacional, mas já definiu que ficará próximo dos R$ 450 mil, substancialmente abaixo dos concorrentes que mais se aproximam dessa proposta: BMW 750i (R$ 510 mil), Lexus LS460L (R$ 550 mil) e Mercedes S 500 L (R$ 600 mil).

Leonardo Felix/UOL
Por fora, o A8L pouco mudou. Na frente, os faróis dianteiros foram ligeiramente afilados, enquanto os nichos das luzes de neblina ficaram mais estreitos e passaram a ser integrados por um pequeno filete na parte debaixo do parachoque Imagem: Leonardo Felix/UOL
 UOL Carros apurou junto à Audi que o novo A8L também oferecerá o motorzão W12 6.3 usado pela linha atual, porém custando perto dos R$ 700 mil. Uma opção de entre-eixos mais curto e com motor 4.0 turbo TFSI fechará a gama por aproximadamente R$ 550 mil. A fabricante já permite, inclusive, fazer a encomenda do modelo em suas concessionárias no Brasil.

PASSAGEIRO DE 1ª CLASSE
UOL Carros testou o A8L por quase 500 quilômetros, em estradas e regiões urbanas do sul da Alemanha, e pôde experimentar todo o conforto que esse carro promete oferecer a quem está na condição de passageiro, mas também ao motorista.

O A8L é 13 centímetros mais longo -- em comprimento (5,26 metros) e entre-eixos (3,12 metros) -- que a versão convencional do A8 (que já é enorme, diga-se), mas conserva a mesma largura (2,11 metros). Não é preciso mais que isso: com essas dimensões, o sedã oferece um enorme espaço interno, com a já mencionada atenção especial aos ocupantes do banco de trás.

Estes têm a opção de transformar o ambiente em escritório, sala de jantar (utilizando suportes retráteis e porta-copos com tensores), ou até numa cama: por meio de comandos elétricos, dá para empurrar o banco da frente em direção ao painel e reclinar totalmente os dois assentos traseiros, que possuem ajustes independentes. Obviamente, este privilégio só tem quem vai atrás do passageiro, já que o motorista impede que o banco dianteiro esquerdo seja avançado.

Leonardo Felix/UOL
Na traseira, Audi manteve as lanternas com "desnível" em formato triangular no nicho da placa, porém com traços um pouco mais estreitados e angulosos. Saídas de escape continuam nas extremidades laterais da carroceria, mas passaram do tradicional formato circular para uma espécie de "trapézio achatado" Imagem: Leonardo Felix/UOL
Nessa configuração, a poltrona do meio dá lugar a um completo console central, que permite mexer em cada uma das zona individuais do ar-condicionado (são quatro ao todo, duas só para a parte de trás), ou mesmo assistir a um filme no monitor instalado atrás do encosto de cabeça dos bancos dianteiros, dotado de fone de ouvido sem fio. O sistema multimídia MMI também inclui navegador GPS, conexão Bluetooth com celular, sistema de áudio com 19 alto-falantes e rádio AM/FM.

Escondido embaixo de uma das tampas do referido console, um controle remoto transforma os bancos de trás em massageadores, oferecendo quatro tipos de massagem com cinco níveis de velocidade e intensidade.

Todos os comandos do A8L são elétricos: do aquecimento dos bancos à regulagem do cinto de segurança, passando pelos ajustes do volante e retrovisores. Já os acabamentos -- em couro, alumínio escovado, borracha e alcantara -- ostentam luxo até demais, já que o excesso de detalhes às cansa a vista.

O mais legal é opcional

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Os bancos traseiros 100% reclináveis e com ajustes individuais são bem legais, mas a Audi confirmou a UOL Carros que o item será apenas opcional no A8L vendido aqui. De série, o modelo virá com bancos convencionais de três lugares, mas a marca garante que os demais itens (fone, monitores e até o massageador) serão mantidos mesmo nessa configuração

COM O QUEPE
Para quem está ao volante, o A8L também reserva conforto em alto nível (ocupantes dos bancos dianteiros só não conseguem usufruir do massageador e dos assentos totalmente reclináveis), além de muita segurança: controle de tração, estabilidade e de cruzeiro adaptativo, sistema stop-start, direção elétrica progressiva com correção automática de direção e assistente de estacionamento deixam a condução do sedã bastante fácil, apesar de seus mais de 5 metros de comprimento.

O teste de UOL Carros foi com a versão 4.0 TFSI, que não será importada, mas cujo propulsor estará presente no novo A8 "normal" que vem ao Brasil. E o V8 apresenta muito fôlego: gera 435 cv de potência e 61,18 kgfm. Já o 3-litros turbo que vem ao Brasil com o A8L é um V6 de 310 cv e 44,86 kgfm, o que significa quase 30% menos força. É uma perda considerável, mas que não deve comprometer tanto, tendo em vista a proposta do modelo. O W12 aspirado de 6,3 litros, por sua vez, atinge 500 cv e 63,73 kgfm.

A transmissão é sempre automática de oito velocidades, com tração integral permanente e opção de trocas manuais por borboletas atrás do volante. As rodas do A8L 3.0 TFSI serão de 17 polegadas, contra 19 do 6.3 FSI (ambas em liga de alumínio).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Testes e lançamentos

Topo