Carros

Porsche quer anular processo por morte de Paul Walker nos EUA

Do UOL, em São Paulo (SP)

04/06/2014 15h37Atualizada em 04/06/2014 18h26

A alemã Porsche quer a anulação do processo movido após a morte do ator Paul Walker, da franquia "Velozes e Furiosos", e do ex-piloto Roger Rodas, amigo e sócio de Walker, em dezembro de 2013. Kristine Rodas, viúva de Rodas, levou o caso à Corte Superior do condado de Los Angeles, nos Estados Unidos, em maio.

Reprodução/Twitter
Walker e o Porsche Carrera GT, supostamente minutos antes do acidente fatal Imagem: Reprodução/Twitter

De acordo com informações do TMZ.com, site americano especializado em notícias sobre celebridades, a fabricante vai usar a estratégia de contestar os termos usados por Kristine Rodas na ação para, assim, derrubar sua validade. A argumentação da Porsche é de que a viúva sequer soube apontar corretamente o que teria causado o acidente com o Porsche Carrera GT que vitimou Walker e Rodas.

Em sua ação, Kristine culpa a Porsche afirmando que o "automóvel carecia de proteção adequada a impactos própria de carros de corrida" (a célula de sobrevivência -- gaiola que serve como reforço estrutural à cabine --, bem como o tanque de combustível de competição). Com isso, teria explodido após o choque contra um poste. Além disso, o acidente teria "ocorrido após uma falha ligada à suspensão do Porsche Carrera GT"

Para a Porsche, a falha do processo está no fato da viúva não saber apontar exatamente qual parte da suspensão teria tido problema, se este componente seria original ou modificado por Rodas, dono do Carrera GT, nem se a suposta falha teria realmente provocado uma perda de controle do carro.

Além disso, ainda segundo o TMZ, a Porsche contesta a ação por esta classificar o Carrera GT como "carro de corrida". Segundo a marca, "nenhum cliente comum pode supor que carros de passeio [grifo de UOL Carros] tenham itens como célula de sobrevivência e tanque reforçado".

Em maio, a viúva de Rodas afirmou que "o Carrera GT é o mais parecido a um carro de corridas que jamais teremos" e que a Porsche não teria tomado medidas de segurança adequadas ao risco.

CARRERA GT
Inspirado em modelos de pista, o Carrera GT é um superesportivo com motor central (posicionado atrás da posição do motorista) e espaço para dois ocupantes lançado em 2004. Na atual gama da Porsche, seu equivalente (ou sucessor) é o 918 Spyder, lançado como carro de produção no último Salão de Frankfurt, em setembro passado.

Com motor V10 de 5,7 litros, capaz de gerar 612 cavalos de potência e torque próximo de 60 kgfm, o Carrera GT acelera de 0 a 100 km/h, segundo a fabricante, em 3,9 segundos -- e daí aos 200 km/h em menos de 10 segundos. O câmbio é a manual de seis marchas, exigindo perícia do motorista no momento das mudanças, a tração é traseira e componentes como suspensão e embreagem são ao mesmo tempo de alta performance, mas também bastante sensíveis. A velocidade máxima chega aos 330 km/h.

Em termos de segurança, são quatro airbags (dois frontais e dois laterais), freios com ABS (antitravamento) e imobilizador de ignição. O valor de tabela no lançamento ficava em torno de US$ 440 mil (pouco mais de R$ 1 milhão).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo