Carros

Mercedes tira estrela do Classe C 2015, que chega depois da Copa

Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em São Paulo (SP)

21/05/2014 18h39

O leitor Marcio Antônio da Silva, de Americana (SP), fazia uma de suas muitas viagens pela rodovia dos Bandeirantes, que liga a cidade de São Paulo ao interior do Estado, quando se deparou com o Mercedes-Benz Classe C 2015 estacionado em um posto de serviços.

Marcio Antônio da SilvaUOL
Estacionado em posto de serviço, novo Classe C esconde estrela, mas revela muito Imagem: Marcio Antônio da SilvaUOL

Esta mesma unidade já havia sido fotografada na marginal Tietê, na capital, pelo leitor Mario Luiz Duarte do site Carsale.

Limpo, o exemplar estava livre de qualquer camuflagem, bem como de emblemas da marca alemã: as estrelas de três pontas do focinho (centro da grade frontal), miolo das rodas e da tampa do porta-malas foram retiradas estrategicamente. Mas o estilo da nova geração é óbvio: o novo Classe C tem jeito de mini-Classe E (dentro da política de identidade da marca, há até quem enxergue um pequeno Classe S).

Mesmo sem querer dar pistas, esta unidade já entrega bastante: praxe da filial brasileira, o acabamento mescla os pacotes existentes na Europa -- há itens da configuração mais simples integrados a outros da linha Avantgarde.

Com raios duplos, as rodas são do modelo de 17 polegadas -- além deste desenho, o sedã alemão tem opções de aro 16 e 18. O conjunto óptico é o mais simples para o modelo, mesclando lâmpadas halógenas com luzes diurnas de LEDs. Na Europa, pacotes mais caros adicionam canhão de xenônio e LEDs inteligentes e, no topo, sistema de LED total.

Eugênio Augusto Brito/UOL
Na imagem do lançamento em Detroit, Classe C mais equipado exibe faróis Full-LED; flagrante brasileiro mostra carro mais simples. Imagem: Eugênio Augusto Brito/UOL
Pela simplicidade do defletor plástico sob o para-choque traseiro, escondendo até mesmo o escape, UOL Carros acredita tratar-se da configuração mais básica do novo Classe C, a C 180, equipada com o mesmo motor 1.6, com turbo e injeção direta, usado no Classe C atual, bem como na linha de compactos (Classes A, B, CLA e no futuro GLA). São 156 cavalos e associação com o câmbio automatizado 7G-Tronic.

Certo, é que o carro fará sua estreia no país após a Copa, no segundo semestre como modelo 2014/2015, "antes do Salão do Automóvel de São Paulo", segundo fonte ligada à montadora. É bom lembrar que, inicialmente, o carro seguirá sendo importado da Alemanha. Em 2016, porém, será um dos dois primeiros modelos feitos pela Mercedes-Benz do Brasil na fábrica de Iracemápolis (SP) -- o outro é o jipinho GLA.

Também será primazia deste novo Classe C usar o primeiro motor turbo-flex da marca, uma variação do atual 1.6, como um executivo da marca adiantou a UOL Carros.

Marcio Antônio da Silva/UOL
Traseira mantém lanterna com "pétalas de LED", mas emblemas suprimidos escondem versão, que deve ser a inicial C 180; lá fora, há ainda C 200 e C 250 Imagem: Marcio Antônio da Silva/UOL

TEM PREÇO?
Será função do Classe C, também, reorganizar o catálogo da marca no país. E também os preços. Neste momento, a atual geração do Classe C é vendida como sedã de entrada da marca, custando menos que o médio-compacto CLA, que é menor. Não há informação sobre valores, mas também não há dúvida de que o novo Classe C deverá tomar o patamar de sedã mais complexo e mais caro, deixando o CLA na divisão de acesso à marca. Os preços atuais do C são:

+ C 180 Turbo Sport (sedã) 2014/2014 -- R$ 122.900
+ C Touring (perua) 2014/2014 -- R$ 137.900
+ C Coupé (cupê) -- R$ 140.900

Desde janeiro, a família C já entregou 999 carros, segundo a Mercedes-Benz. As contas da Fenabrave, a entidade que reúne os concessionários, mostram 1.343 emplacamentos, porém. O principal rival, BMW Série 3, teve 2.592 vendas no mesmo período.

Na Alemanha, o novo Classe C tem três configurações iniciais a gasolina (há outros pacotes com motor diesel): C 180 1.6 (156 cv, 33.558 euros -- cerca de R$ 101.200 no câmbio atual); C 200 2.0 (184 cv, 36.414 euros -- em torno de R$ 110.100); e C 250 2.0 (211 cv, 40.936 euros -- R$ 123.800). Além disso, há inúmeros pacotes com toda a miríade de opcionais de conforto e segurança da marca. Neste caso, o céu é quase o limite, já que o novo Classe C é compatível com muitas das inovações inauguradas pelo Classe S, podendo até mapear o asfalto para acertar a suspensão (Magic Body Control) e fazer pequenas correções autônomas no volante, em complemento ao sistema de controle de cruzeiro adaptativo, entre outros.

Por lá, há ainda a configuração Estate (perua), revelada nesta quarta-feira (21) pela marca e que também pode ter um futuro no Brasil.

Se você fotografar ou filmar um carro diferente e/ou camuflado, envie para UOL Carros, com seu nome completo, RG e/ou CPF, telefone, cidade de residência e local do flagra. A critério da Redação, elas podem ser publicadas, sempre com o devido crédito ao autor. Não há remuneração.

Para enviar, use o e-mail uolcarros@uol.com.br

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo