Carros

Em queda, Brasil vê ameaçado posto de 4º maior mercado de carros

Do UOL, em São Paulo (SP)

13/05/2014 18h35Atualizada em 13/05/2014 18h35

O momento delicado vivido pelo Brasil na venda de carros novos não chegou a afetar (ainda) a condição de quarto maior mercado do mundo no setor automotivo. Mas a situação está por um triz.

Segundo levantamento divulgado nesta terça-feira (13) pela JATO, empresa global de consultoria, o mercado automotivo nacional sofreu queda de 1,7% no primeiro trimestre deste ano, em comparação com o mesmo período de 2013, chegando a um total de 774.380 unidades comercializadas entre janeiro e março (contra 787.652 no ano anterior).

Por outro lado, a recuperação da economia europeia levou Reino Unido e Alemanha a crescerem 13,9% e 5,8%, respectivamente, registrando um total de 768.039 e 759.018 unidades.

Luiz Guarnieri / Brazil Photo Press / Agência O Globo
Congestionamento na região central de São Paulo (SP): Brasil vendeu quase 775 mil carros nos três primeiros meses de 2014, segundo a Jato Imagem: Luiz Guarnieri / Brazil Photo Press / Agência O Globo

Apesar do forte descenso de 8,3%, a Índia -- 7º maior mercado automotivo -- também está próxima do Brasil, com 758.052 carros. Na verdade, menos de 20 mil carros separam quatro e sétimo lugares.

EMERGENTES EM BAIXA
Com crescimento na casa de 7,8%, a China continua na ponta, com mais de 5 milhões de veículos só no primeiro trimestre. Estados Unidos (3,7 milhões, alta de 1,3%) e Japão (1,8 milhão), que deu um incrível salto de 20,5% em relação ao primeiro quarto do ano passado, completam o grupo dos três primeiros.

Aliás, dos 15 principais mercados do mundo, asiáticos e europeus são os que vêm crescendo mais aceleradamente, de acordo com a Jato: além dos já mencionados, também apresentaram bons índices de alta França (2,1%), Itália (6,2%), Coreia do Sul (6,3%) e Espanha (15%), um dos países mais afetados pela crise financeira de 2008.

Em contrapartida, Brasil e Índia não são os únicos emergentes com o mercado automotivo em baixa. Na verdade, nosso país é o que apresenta a situação mais estável, visto que Rússia (-2,3%) e México (-2,2%) têm queda um pouco mais acentuada. Veja a lista completa:

Os 15 maiores mercados de carros no 1º trimestre de 2014

  • Imagem: Xinhua/Lin Yiguang
    Xinhua/Lin Yiguang
    Imagem: Xinhua/Lin Yiguang

    China

    5.118.542 unidades (+7,8%)

  • Imagem: J. Scott Applewhite/AP
    J. Scott Applewhite/AP
    Imagem: J. Scott Applewhite/AP

    Estados Unidos

    3.740.731 unidades (+1,3%)

  • Imagem: Toru Yamanaka/AFP
    Toru Yamanaka/AFP
    Imagem: Toru Yamanaka/AFP

    Japão

    1.822.868 unidades (+20,5%)

  • Imagem: Alan Marques/Folhapress - 10.dez.2003
    Alan Marques/Folhapress - 10.dez.2003
    Imagem: Alan Marques/Folhapress - 10.dez.2003

    Brasil

    774.380 unidades (-1,7%)

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Reino Unido

    768.039 unidades (+13,9%)

  • Imagem: Shutterstock
    Shutterstock
    Imagem: Shutterstock

    Alemanha

    759.018 unidades (+5,8%

  • Imagem: Peter Parks/AFP
    Peter Parks/AFP
    Imagem: Peter Parks/AFP

    Índia

    758.052 unidades (-8,3%)

  • Imagem: Shutterstock
    Shutterstock
    Imagem: Shutterstock

    Rússia

    602.552 unidades (-2,3%)

  • Imagem: Shutterstock
    Shutterstock
    Imagem: Shutterstock

    França

    537.626 unidades (+2,1%)

  • Imagem: Max Rossi/Reuters
    Max Rossi/Reuters
    Imagem: Max Rossi/Reuters

    Itália

    403.907 unidades (+6,2%)

Fonte: Jato Dynamics
GM TURBULENTA
A melhora do cenário econômico eurasiático alavancou também as vendas individuais das principais montadoras mundiais, exceto uma: a General Motors. Sofrendo com um escândalo de falhas na ignição de modelos produzidos em meados dos anos 2000, a marca americana encara um mega-recall de 2,6 milhões e até uma CPI no Congresso de seu país, em caso que abalou a confiança dos consumidores em seus produtos.

John Gress/Reuters - 7.2.2013
Presidente da GM, Mary Barra, apresenta o Chevrolet Cruze 1.4 turbo, em 2013: carro teve venda suspensa em meio ao escândalo das falhas na ignição Imagem: John Gress/Reuters - 7.2.2013
O resultado está nas estatísticas: enquanto todas as outras ocupantes do top 10 automotivo apresentaram aumento nas vendas, a GM foi a única que caiu, quase 6%, perdendo a terceira colocação no ranking para a grande rival Ford.

Outro destaque, só que positivo, é a sul-coreana Kia, que cresceu 15,48% e roubou o oitavo posto da francesa Renault. Em contrapartida, outra montadora da Coreia do Sul, Hyundai, foi superada pela japonesa Nissan em briga pelo quinto lugar. Confira:

As 10 marcas mais vendidas no mundo no 1º trimestre

  • Toyota

    1.477.977 (+1,73%)

  • Volkswagen

    1.270.933 (+3,43%)

  • Ford

    1.095.485 (+6,22%)

  • GM (Chevrolet)

    984.474 (-5,94%)

  • Nissan

    951.417 (+8,67%)

  • Hyundai

    930.688 (+2,6%)

  • Honda

    537.916 (+3,67%)

  • Kia

    463.329 (+15,48%)

  • Renault

    429.032 (+3,22%)

  • Mercedes-Benz

    405.204 (+4,53%)

Fonte: Jato Dynamics

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo