Carros

Chery QQ nacional chega em 2015 com plano sub-20

André Deliberato

Do UOL, em São Paulo (SP)

16/04/2014 16h08

A previsão de lançar o QQ nacional em 2014 não deu certo -- nacionalização e remodelação do subcompacto, previstos para o segundo semestre deste ano, ficaram para o começo de 2015. O atraso, porém, não interfere em outro plano ambicioso da marca chinesa: fazer o QQ de nova geração retomar o posto de carro mais barato do Brasil -- e com vantagem: o valor previsto ficaria abaixo dos R$ 20 mil.

Atualmente, o título de modelo mais barato feito no país é do Fiat Palio Fire, que custa R$ 24.490 e desbancou a atual geração do QQ.

A fábrica da Chery em Jacareí (SP) está em fase final de construção (85%, segundo a marca) e começa a produzir modelos pré-série no segundo semestre.

Joel Jardim/UOL
Chery QQ nacional chega ao mercado no primeiro semestre de 2015 Imagem: Joel Jardim/UOL

RECEITA PÉ-DE-BOI
Para retomar o primeiro lugar, a empresa cogita "pelar" o QQ, conforme retratou o site parceiro Carpress. "Essa possibilidade realmente existe", afirmou uma fonte ligada à empresa a UOL Carros.

Joel Jardim/UOL
Novo QQ tem desenho menos lúdico e mais agradável Imagem: Joel Jardim/UOL

A ideia de fazer com que a versão de entrada do modelo custe menos de R$ 20 mil tem de passar pela definição do que será removido em termos de equipamentos. Os únicos itens certos são freios com ABS e airbag duplo, obrigatórios por lei. 

Vale lembrar que o modelo chegou a ser vendido por R$ 19.990 em uma promoção no final de 2013 sem desfalcar sua boa lista de equipamentos, entre os quais sensor de estacionamento, ar-condicionado e rádio/CD/MP3.

Enquanto a Chery monta o planejamento do carrinho para o ano que vem, unidades camufladas do subcompacto, em fase de testes, foram flagradas pelo leitor Joel Jardim em São José dos Campos (SP). As placas são de Salto (SP), cidade onde fica a atual sede da marca no país.

Joel Jardim/UOL
Novo Chery QQ ganha novo visual e interior, mas não muda de geração Imagem: Joel Jardim/UOL

NOVOS MOTORES
Além de carros, a Chery produzirá motores na planta de Jacareí. Serão fabricados propulsores 1.0 turbo flex em parceria com a Magneti Marelli, munidos do sistema start-stop (que desliga automaticamente o veículo em paradas breves, religando-o quando freio é aliviado), e 1.5 flex -- com participação da Delphi no desenvolvimento da tecnologia bicombustível.

As duas configurações serão utilizadas, respectivamente, no QQ e no Celer nacionais. "A engenharia da China ainda está fazendo testes, mas estamos caminhando para essas tecnologias, que ajudarão a alcançar os níveis de eficiência energética exigidos pelo Inovar-Auto", afirmou o vice-presidente da Chery do Brasil, Luis Curi.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo