Carros

Range Rover Evoque é primeiro 9-marchas para consumir menos

Leonardo Felix

Colaboração para UOL Carros, em Itatiba (SP)

14/03/2014 21h59Atualizada em 01/04/2014 16h55

O luxo continua o mesmo. O porte musculoso e o jeito de carro do futuro, idem. Visualmente, a linha 2014 do Range Rover Evoque, que começa a ser vendida nas concessionárias brasileiras a partir da próxima segunda-feira (17), não apresenta praticamente nenhuma alteração. Para não dizer que nada mudou, os retrovisores laterais foram "achatados", ficando menos compridos, mais largos e pontudos, e com filetes de LED em vez das lâmpadas convencionais.

Assim, a estratégia da marca britânica foi renovar o Evoque apenas na parte tecnológica e em um antigo calcanhar-de-Aquiles mecânico do crossover: o alto consumo de combustível. Tudo para segurar as vendas no bom patamar de 6 mil unidades/ano -- em 2013, a média ficou em 550 em emplacamentos por mês, mas já caiu em 9% nos primeiros dois meses deste ano. O carro-chefe dessa mudança é o inovador câmbio ZF-9HP, de nove velocidades, o primeiro do mundo com esse número de marchas. Desde o lançamento, o Evoque usava câmbio automático de seis marchas.

Os preços da nova linha Range Rover Evoque 2014:

+ Pure: R$ 192.000
+ Prestige: R$ 219.100
+ Dynamic: R$ 227.200
+ Prestige Tech: R$ 271.900
+ Dynamic Tech: R$ 277.900

O motor segue o mesmo 4-cilindros em linha, de 16 válvulas e 2 litros da linha anterior, capaz de gerar 240 cv de potência e 34 kgfm de torque.

MAIS MARCHA, MENOS GASTO
Desenvolvida pela alemã ZF, a transmissão 9HP funciona com relações bastante curtas entre as marchas mais baixas, promovendo trocas rápidas e deixando o veículo (quase) sempre abaixo das 2 mil rotações.

Segundo a Land Rover, a economia proporcionada por esse sistema, mais a adoção do start-stop, outro componente que estreia, ficará em torno de 11% no consumo e 10% na emissão de gases.

Mais eficiente, mais caro: pela nova tabela da marca, o Evoque Pure, versão de entrada, passa a custar R$ 12,6 mil a mais do que a linha atual. A fabricante credita o reajuste aos dois câmbios: o do carro e também o do euro, mais valorizado frente ao real.

MARCHAS À PROVA
Durante evento de apresentação do veículo a jornalistas nesta sexta-feira (14), em um hotel-fazenda em Itatiba (SP), onde ficará localizada a nova pista de testes off-road da Land Rover, UOL Carros testou o novo Evoque por 120 quilômetros, num trajeto de ida e volta a Bragança Paulista e constatou que a nova transmissão cumpre o que promete: trocas suaves, poucos ruídos e motor trabalhando em giros baixos, deixando o consumo de gasolina facilmente acima dos 6,5 km/l na cidade e 11 km/l na estrada (em avaliação anterior, os índices ficaram em 5,8 e 10 km/l, respectivamente).

Isso se o condutor mantiver o modo econômico ativado e respeitar as recomendações que o track log do veículo -- um indicador no quadro de instrumentos ou painel, que mostra os pontos em que o motorista está "queimando" gasolina, como ao pisar agressivamente no acelerador.

Mesmo nessa configuração, dirigir o Evoque na estrada ainda é tarefa fácil. Primeiro, pelo conforto dos bancos tipo concha, que agora também oferecem aquecimento e resfriamento artificial. Além disso, o utilitário responde de forma rápida e precisa a todos os comandos, e segura um bom embalo a 100 km/h, em nona marcha, a menos de 1.900 rpm. E em caso de ultrapassagens, não é preciso reduzir além da sexta.

Para o asfalto, há ainda o modo Sport, que permite trocas manuais em rotações mais altas, por meio de borboletas atrás do volante. Nesse caso, é bom não deixar o veículo chegar muito próximo ao limitador, pois, se a troca ocorrer acima dos 4.000 giros, culminará em incômodos "soquinhos".

COSMÉTICO
Além da transmissão e do start-sop, vários outros itens foram aprimorados: o Evoque agora tem distribuição independente de torque nas quatro rodas, controle de cruzeiro adaptativo (herdado dos maiores Sport e Vogue), e novos assistente de estacionamento (que agora passou a atuar também em vagas a 90°, tanto na entrada quanto na saída), navegação (os mapas estão em um SD Card) e som (com 17 alto-falantes).

O requinte nos acabamentos também é o mesmo, agora com 16 opções diferentes de personalização. Outra novidade é a adoção, para as versões de produção, do couro vintage tan (uma tonalidade escura como caramelo), antes usado só na série especial Victoria Beckham. Também foram acrescentadas duas novas opções à paleta de cores: azul Loire e Zanzibar (que parece enferrujado).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo