Carros

Agora é oficial: Alfa Romeo voltará ao Brasil ainda em 2014

André Deliberato

Do UOL, em Genebra (Suíça)

04/03/2014 18h24

As unidades do 4C flagradas no Brasil recentemente no Brasil têm explicação. Sergio Marchionne, CEO do Grupo Fiat-Chrysler (FCA), que comanda a Alfa Romeo, afirmou à reportagem de UOL Carros durante o Salão de Genebra 2014 que a intenção de voltar a vender modelos da grife italiana no Brasil existe -- e é grande. "Não posso confirmar nada por enquanto, mas em breve vocês terão novidades. Posso dizer para os fãs de carros italianos: esfreguem as mãos", disse o executivo.

Segundo Marchionne, o provável anúncio oficial da volta da Alfa Romeo aos mercados brasileiro e norte-americano (a Alfa deixou os Estados Unidos pela última vez em 2008) deve acontecer até o final deste semestre. Entre os modelos que podem ser importados ao Brasil estão o Mito (equivalente ao Fiat Punto e experimentado por UOL Carros no meio do gelo) e o Giulietta (Fiat Bravo), além do próprio 4C.

  • Reuters

    Ainda conceito, versão roadster do 4c abandona faróis esquisitos do cupê

4C SPIDER
Mas o retorno aos mercados das Américas não foi a única novidade da Alfa em Genebra. Após a polêmica causada pelos faróis incrustados do 4C, apresentado no Salão de Genebra do ano passado, a marca do trevo de quatro folhas parece ter revisto a (má) ideia e resolveu mostrar a versão conversível do modelo sem tal peculiaridade.

  • Reuters

    Marchionne (dir.) conversa com Luca di Montezemolo, da Ferrari, em Genebra

O 4C Spider (roadster, ou conversível de dois lugares), ainda em forma de conceito, é o destaque da fabricante aqui em Genebra. Além dos faróis mais tradicionais (que deixaram o esportivo ainda mais parecido com a Ferrari California), a versão difere do 4C Coupé pelo sistema de escapamento (concebido pela empresa eslovena Akrapovic), que passa a ter dupla saída central (e não duas saídas simples nas extremidades, como no cupê). 

Os reforços estruturais aplicados na versão conversível aumentaram o peso do carro em 59,8 quilos, de acordo com a marca. O uso intensivo de fibra de carbono ajudou para que o aumento de massa fosse mínimo. Segundo a Alfa, o esforço deu resultado, já que o desempenho do 4C Spider é exatamente igual ao do cupê: 0 a 100 km/h em 4,5 segundos e 258 km/h de velocidade máxima. 

O conversível também usa motor quatro-cilindros central de 1,8 litro, sobrealimentado com turbo e dotado de injeção direta de combustível, capaz de render 240 cavalos e 35,7 kgfm de torque. O câmbio que comanda tudo isso é automatizado de dupla embreagem e seis marchas. A tração é traseira. Ainda não há preço definido (o cupê parte de pouco mais de 53 mil euros).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo