Carros

Lamborghini Huracán V10 parte de 169.500 euros

André Deliberato

Do UOL, em Genebra (Suíça)

03/03/2014 20h03Atualizada em 04/03/2014 17h09

Em evento especial às vésperas do Salão de Genebra 2014, que abre nesta terça-feira (4) para a imprensa internacional, o Grupo Volkswagen exibiu o superesportivo Lamborghini Huracán, sucessor do Gallardo, que será a o grande destaque da grife italiana no evento.

Sem contar as edições especiais do próprio Gallardo -- produzido desde 2004, ele vendeu cerca de 14 mil unidades em dez anos --, o Huracán é o lançamento mais importante da Lamborghini (controlada pela Volks) desde o Aventador, que foi apresentado no Salão de Genebra de 2011.

O Huracán será posto à venda na Europa a partir de maio, e deve chegar ao Brasil no final deste ano. O preço oficial europeu é de 169.500 euros, sem frete (algo em torno de R$ 550 mil na conversão direta), o que faz dele o Lambo de entrada (a marca produz apenas o novato e o Aventador). Sua plataforma é chamada de Modular Sportscar Architecture (MSS), que é desenvolvida pela Porsche e deve ser utilizada pelo Grupo VW para o desenvolvimento dos próximos Audi R8 e Porsche Panamera.

  • Fabrice Coffrini/AFP

    Lambo Huracán parece um Aventador em escala menor (ao menos no visual)

O superesportivo usa motor V10 de 5,2 litros, 610 cavalos de potência e 57,1 kgfm de torque, gerenciado por uma transmissão automatizada de dupla embreagem e sete marchas, com tração integral. Graças a este conjunto e ao baixo peso (1.422 quilos), de acordo com a fabricante, o Huracán consegue acelerar de 0 a 100 km/h em 3,2 segundos (apenas 0,3 s mais lento que o Aventador, que tem motor V12), e de 0 a 200 km/h em 9,9 segundos. A velocidade máxima anunciada é de 325 km/h.

Por fora, o bólido é muito parecido com o Aventador, embora menor. Entre os destaques técnicos, estão os freios de carbono-cerâmica e o seletor de modo de condução, que permite até três configurações: Strada, voltado para eficiência energética; Sport, com ajuste mais nervoso (mas ainda para uso "civil"); e Corsa (corrida, em italiano), que transforma o Huracán num carro de pista.

Por dentro, o painel também lembra o Aventador, com console central elevado e uma grande tela de 12,3 polegadas.

Huracán, segundo a Lamborghini, foi o nome de um touro que lutou em 1879. Também é o nome de um deus maia que controlava fogo, vento e tempestades; e "furacão" em espanhol.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo