Segredos automotivos

Chevrolet Tracker "barato" é visto em testes no Brasil

Gabriel Pedroso/UOL
No detalhe, o emblema da nova configuração, que deve ser comercializada em breve no país Imagem: Gabriel Pedroso/UOL

Do UOL, em São Paulo (SP)

26/02/2014 11h29

Uma suposta versão mais em conta do Chevrolet Tracker -- a LS, denominação de entrada da marca, abaixo da LT -- foi flagrada rodando em testes no Brasil. A captura foi feita pelo leitor Gabriel Pedroso no Jardim Marajoara, zona sul da cidade de São Paulo (SP).

O modelo rodava com placas verdes (utilizadas no país por veículos em fase de homologação) sem qualquer tipo de disfarce. Segundo Pedroso, o carro tinha adesivos vermelhos nos vidros e adesivos nas laterais dizendo que estava em teste. "Na portinhola de abastecimento havia um adesivo falando que o veículo era exportado e estava em adaptação ao combustível", conta o leitor.

O Tracker vendido por aqui é importado do México -- o modelo é produzido na fábrica de San Luis Potosí, que fica a aproximadamente 363 quilômetros da capital do país, a Cidade do México. Por lá, o nome do SUV é Trax.

PRIMEIRO ANDAR, DE TRÊS
Atualmente, o SUV compacto Tracker é vendido em duas versões de acabamento: a LTZ, de iniciais R$ 77.490, equipada com motor 1.8 (144 cv e 18,9 kgfm de torque com etanol) e câmbio automático de seis marchas, e a configuração especial Freeride (R$ 69.780), que utiliza o mesmo motor 1.8 aliado a um câmbio manual de cinco marchas -- e ainda brinda o cliente com uma mountain bike da General Wings.

  • Gabriel Pedroso/UOL

    A foto frontal não ficou boa porque o "dono" veio com cara de poucos amigos, revela Pedroso

A versão LS vai se posicionar em um patamar inferior ao da Freeride -- para isso, deve perder uma série de equipamentos, concedidos como itens de série nas versões mais caras, e passá-los a oferecer como opcionais. O conjunto mecânico deve ser o mesmo utilizado pela configuração intermediária: motor 1.8 Ecotec flexível e câmbio manual.

As vendas do Tracker vão bem, considerando o preço salgado: foram 2.572 unidades em janeiro, colocando o modelo no 8º lugar entre os utilitários leves (dados da Fenabrave/Renavam). 

A assessoria de comunicação da GM foi procurada, mas não atendeu às ligações até o momento da publicação desta reportagem.

Se você fotografar ou filmar um carro diferente e/ou camuflado, envie para UOL Carros, com seu nome completo, RG e/ou CPF, telefone, cidade de residência e local do flagra. A critério da Redação, elas podem ser publicadas, sempre com o devido crédito ao autor. Não há remuneração.

Para enviar, use o e-mail uolcarros@uol.com.br

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Segredos automotivos

Topo