! Veja as 10 promessas do calendário automotivo de 2014 - 30/12/2013 - UOL Carros

Carros

Veja as 10 promessas do calendário automotivo de 2014

André Deliberato
Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em São Paulo (SP)

30/12/2013 12h37Atualizada em 30/12/2013 13h21

O ano de 2014 deve manter o ritmo frenético de novidades do setor automotivo visto desde 2010 no Brasil. Se o ano que termina foi marcado por constantes alterações nas datas de reajuste do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), que voltará a ter sua alíquota elevada de fato em 2014, e por importantes anúncios de fabricação nacional feitos por BMW, Mercedes, Audi e Land Rover, e despedidas de clássicos como o Mille e a Kombi, o ano que começa promete aquecer a disputa de carros de porte menor, mas que têm maior grau de segurança (freios com ABS e airbag duplo agora são obrigatórios em 100% dos carros) e tecnologia agregada.

Há ainda o fato de a Copa do Mundo atrair o olhar do mundo inteiro para o país no final do primeiro semestre -- possíveis descontos e promoções, séries especiais comemorativas relacionadas à competição esportiva devem surgir -- e do Salão do Automóvel de São Paulo (de 30 de outubro a 9 de novembro) agitar indústria, mercado e público no encerramento deste próximo ano.

UOL Carros mostra, abaixo, quais serão os principais destaques do ano de 2014. Confira em ordem cronológica:

+ Quem é: Mercedes-Benz CLA.
+ Estreia: dia 21 de janeiro.
+ Preço: entre R$ 100 mil e R$ 120 mil.
+ Fabricação: inicialmente importado da Hungria, será brasileiro em 2016.
+ Motor: 1.6 turbo (156 cv e 25,5 kgfm de torque), também usado no hatch Classe A e no monovolume Classe B.
+ Objetivo: criado sobre a plataforma compacta (porte médio para o mercado brasileiro) da marca alemã, amplia a aposta de oferecer conforto e tecnologia em segmento até então inexplorado pelo trio de ferro alemão (composto, além de Mercedes, por Audi e BMW). No Brasil, servirá como real termômetro para a aceitação da nova fase da montadora -- algo que Classe A e Classe B não conseguiram pelo baixo volume de vendas: a procura pelo sedã definirá os detalhes do carro feito nacionalmente (em Iracemápolis/SP) a partir de 2016.

  • Divulgação

    Na esteira do CLA, Audi traz seu três-volumes médio, o A3 Sedan, no dia 28 de janeiro

+ Quem é: Volkswagen Up.
+ Substitui: Gol G4.
+ Estreia: dia 5 de fevereiro.
+ Preço: entre R$ 26 mil e R$ 32 mil (estimado).
+ Fabricação: Taubaté (SP).
+ Motores: EA211 três-cilindros 1.0 flex (82 cv e 10,4 kgfm de torque com etanol); EA211 quatro-cilindros 1.4 flex (ainda a ser lançado).
+ Objetivo: foi criado para ser o real substituto do Fusca (o clássico dos anos 1950, não o cupê esportivo atual) tanto em tamanho quanto em apelo. No Brasil, deverá se tornar o carro-chefe da marca (ou seja, terá desde versões "pé-de-boi" à configurações mais estilizadas), elevando Gol e Fox de status.
 

+ Quem é: Toyota Corolla.
+ Substitui: Corolla atual.
+ Estreia: março.
+ Preço: entre R$ 65 mil e R$ 85 mil (estimado), mesmo patamar do atual.
+ Fabricação: Indaiatuba (SP).
+ Motores: até que a nova fábrica de componentes de Porto Feliz (SP) esteja pronta, serão os mesmos do carro atual, 1.8 Dual VVT-i 16V flex (144 cv e 18,6 kgfm com etanol); 2.0 Dual VVT-i 16V flex (153 cv e 20,7 kgfm com etanol). Estreia câmbio CVT (continuamente variável) simulando sete marchas.
+ Objetivo: trazendo mesmo visual e nível do modelo europeu, novo Corolla vai apostar em acabamento, equipamentos e (um pouco de) arrojo para desbancar o rival Civic (que também muda em 2014) e recuperar a liderança dos sedãs médios.

+ Quem é: Renault Sandero.
+ Substitui: atual geração do hatch.
+ Estreia: primeiro trimestre.
+ Preço: entre R$ 30 mil e R$ 45 mil (mesmo patamar do atual).
+ Fabricação: São José dos Pinhais (PR).
+ Motores: 1.0 16V flex (80 cv e 10,5 kgfm de torque com etanol); 1.6 8V flex (106 cv e 15,5 kgfm com etanol).
+ Objetivo: assim como o Logan em 2013, o hatch ganha sua segunda geração em 2014, inspirado nas modificações de projeto da romena Dacia. Sandero vai manter medidas gerais, mas conforto, tecnologia e beleza serão maiores para vender mais. Vai abrir também um ano quente da Renault, que aposta ainda no nicho premium com a importação do SUV Captur e do esportivo Mégane RS.

+ Quem é: Nissan March nacional.
+ Substitui: Nissan March atual, importado do México.
+ Estreia: em abril.
+ Preço: entre R$ 28 mil e R$ 36 mil (os mesmos que os atuais).
+ Fabricação: Resende (RJ).
+ Motores: 1.0 16V flex (74 cv e 10 kgfm de torque com etanol ou gasolina); 1.6 16V flex (111 cv e 15,1 kgfm de torque com etanol ou gasolina).
+ Objetivo: após mais de dois anos de desenvolvimento, a fábrica da Nissan no Rio será responsável por fabricar March e Versa no Brasil. Objetivo é retomar os bons números de vendas que a dupla de compactos alcançou em seus primeiros meses de vida no país, antes que o governo impusesse cotas de importação para importadoras de veículos (March e Versa até hoje vêm do México).
 

+ Quem é: Novo Ford Ka.
+ Substitui: Ford Ka atual
+ Estreia: entre abril e maio.
+ Preço: R$ 30 mil e R$ 40 mil (incluindo valores de sua futura versão sedã).
+ Fabricação: Camaçari (BA).
+ Motores: três-cilindros 1.0 12V flex (ainda inédito, sem potência e torque revelados); 1.5 Sigma 16V flex (111 cv e 15 kgfm de torque com etanol).
+ Objetivo: após anos sem um representante de peso na categoria de entrada (vendas do Ka atual e de Fiesta Rocam são motivo de riso para rivais), a Ford quer abalar o segmento, como a Hyundai fez com o HB20. O novo Ka vai brigar com veteranos do mercado, como Volkswagen Gol, Chevrolet Onix e Fiat Palio, além do próprio Hyundai. Para isso, cresce em tamanho, refinamento e segurança.

+ Quem é: Novo Honda Fit.
+ Substitui: Honda Fit atual
+ Estreia: em maio.
+ Preço: R$ 50 mil e R$ 64 mil (praticamente os mesmos preços do modelo atual).
+ Fabricação: Sumaré (SP) e depois em Itirapina (SP).
+ Motores: 1.4 16V flex (101 cv e  13 kgfm de torque com etanol); 1.5 16V flex (116 cv e 14,8 kgfm de torque com etanol).
+ Objetivo: menos de um ano após mudar no Japão, o novo Honda Fit chegará ao Brasil para manter o bom número de vendas (cerca de 40 mil unidades por ano, segundo dados da Fenabrave) dos últimos anos. O principal objetivo é renovar um visual que não muda de verdade desde 2009 (houve uma leve mudança de grade no começo de 2012, praticamente imperceptível). O novo desenho é inspirado nos irmãos maiores, Civic e City, e exibe o último padrão estético da marca, que deve chegar ao outros modelos da marca em breve.
 

+ Quem é: Honda Civic.
+ Substitui: reestilização (seguindo o estilo do sedã vendido em países da Europa, na foto abaixo) vai atualizar visual e equipamentos.
+ Estreia: segundo semestre.
+ Preço: entre R$ 65 mil e R$ 85 mil, mesmo patamar do modelo atual.
+ Fabricação: Sumaré (SP).
+ Motores: 1.8 16V i-VTEC flex (140 cv e 17,7 kgfm com etanol); 2.0 16V i-VTEC flex (155 cv e 19,5 kgfm com etanol).
+ Objetivo: por que mudar o líder do segmento de sedãs médios? Porque é preciso manter o chamado "fator novidade" no ano em que a concorrente Toyota vai lançar a nova geração do Corolla. A briga pelo topo promete pegar fogo. E para fortalecer mais a imagem da marca e do modelo, há ainda a promessa de relançar o esportivo Civic Si, agora um cupê (álbum acima), com importação direta do Japão.

  • Este é o europeu Civic Sedan reestilizado, que aponta mudanças para modelo nacional

+ Quem é: Novo Chery QQ (fabricado no Brasil).
+ Substitui: QQ atual importado da China.
+ Estreia: entre setembro e outubro.
+ Preço: foi especulado em menos de R$ 20 mil, mas a marca já admite que isso não deve ocorrer. Segundo fontes ligadas à fabricante, os valores devem ficar próximos a R$ 24 mil.
+ Fabricação: Jacareí (SP).
+ Motores: três-cilindros 1.0 flex (ainda inédito, sem potência e torque revelados).
+ Objetivo: oferecer o melhor custo-benefício entre subcompactos no Brasil. Segundo diretores da matriz da Chery na China, o novo QQ é tratado como "fundamental" para o desenvolvimento da marca no Brasil. O atual motor 1.1 Acteco dá lugar a um novo propulsor 1.0 (de três cilindros) justamente para que o IPI do modelo seja menos taxado.

+ Quem é: Peugeot 2008.
+ Estreia: Salão do Automóvel de São Paulo (outubro-novembro).
+ Preço: a partir de R$ 55 mil (estimado).
+ Fabricação: Porto Real (RJ).
+ Motores: 1.5 flex (93 cv e 14,2 kgfm com etanol); 1.6 EC5 16V flex (122 cv e 16,4 kgfm com etanol) -- opções já conhecidas do hatch 208. Há ainda a possibilidade de uso do motor esportivo THP, 1.6 com turbo, que gera 165 cv e 24,5 kgfm apenas com gasolina.
+ Objetivo: com 4,15 metros de comprimento e mesmo nível de tecnologia e tocada do hatch 208, com o qual dividirá plataforma e linha de fabricação, suvinho da marca francesa terá missão de encarar o sucesso de Ford EcoSport e Renault Duster e enfrentar também o Chevrolet Tracker no segmento que deve ser o mais aquecido do próximos ano e meio. É dele também a tarefa de auxiliar o 208 na reforço de vendas necessário para manter a Peugeot viva no mercado nacional.

Receba notícias pelo Whatsapp sobre:

Mais Carros

Topo