! Cinco estrelas no Brasil, EcoSport é "apenas" quatro para Euro NCAP - 28/11/2013 - UOL Carros

Carros

Cinco estrelas no Brasil, EcoSport é "apenas" quatro para Euro NCAP

$!$render-component.split('/')[$math.sub($render-component.split('/').size(), 1)]

Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em São Paulo (SP)

28/11/2013 00h01

Primeiro modelo fabricado no Brasil a receber as almejadas cinco estrelas em teste de segurança por avaliação de impacto, nota conferida pelo Latin NCAP (Programa de Avaliação de Carros Novos da América Latina) na fornada divulgada na quarta-feira (27), o Ford EcoSport foi menos feliz do outro lado do Atlântico. Na Europa, o programa de avaliação local, Euro NCAP, classificou o suvinho como merecedor de "apenas" quatro estrelas. Vamos às explicações.

Esta segunda geração do utilitário compacto da Ford começou a ser fabricada e vendida no Brasil em 2012 e foi avaliada inicialmente pela NCAP Latino em março, com testes válidos para México, Caribe, Américas Central e do Sul, além do nosso país, para a chamada Fase 4 do procedimento. Na ocasião, recebeu quatro estrelas. Agora, no complemento dos testes feito em novembro, o EcoSport foi avaliado novamente pelo Latin NCAP à pedido da montadora -- algo definido como "teste patrocinado", uma vez que a fabricante paga o valor da unidade após esta ser testada novamente pelo NCAP, uma espécie de reembolso, como bem apontaram leitores de UOL Carros.

A Ford fez o pedido por ter feito um upgrade no pacote de equipamentos do EcoSport após o lançamento do New Fiesta nacionalizado (o hatch passou a ser fabricado em São Bernardo do Campo/SP em vez de ser importado do México, algo que ainda ocorre com o sedã). Como a plataforma dos dois modelos é a mesma, a Ford integrou tudo e dotou versões mais caras do jipinho com os mesmos comandos de tração, estabilidade e de frenagem encontrados no carro de passeio. Há ainda o necessário aviso de cintos desafivelados para toda a gama (como na unidade testada). Deu certo: o modelo saltou de quatro para cinco estrelas.

O Latin NCAP, assim como qualquer outro NCAP do planeta, não se opõe aos testes patrocinados. O importante, segundo engenheiros que compõem a bancada da entidade, é garantir que o comprador tenha sempre a opção mais segura disponível nas lojas.

Este EcoSport mais seguro, com os equipamentos descritos acima, já pode ser encontrado no Brasil a partir da versão FreeStyle Plus 1.6 manual, que custa pelo menos R$ 66.300 e entrega seis airbags, freios com ABS (antiblocante), controles emergenciais de frenagem, de tração, de estabilidade, de auxílio em rampa, ligação automáticas de luzes de emergência e ganchos isofix, além de aviso de cintos de segurança desafivelados. O Eco cedido ao Latin NCAP tinha dois airbags e corresponde à versão de R$ 56.690 (S 1.6).

Padrão Euro

  • Ford EcoSport no Euro NCAP

    Este é o Ford EcoSport após os testes do Euro NCAP: estabilidade, segurança após impacto frontal (40% da superfície) a 64 km/h contra barreira fixa, lateral contra obstáculo móvel deformável a 50 km/h e a 29 km/h contra poste fixo, além do teste de proteção de bancos para cabeça e pescoço e de proteção a pedestres em caso de atropelamento, quando preciso.

E A EUROPA?
O plano para vender o EcoSport na Europa foi anunciado há pouco mais de um ano, como parte da estratégia de reforçar o catálogo de SUVs no continente (além do modelo compacto, o mercado conta com o médio-compacto Kuga e terá também o novo Edge) para chegar a 1 milhão de vendas até 2015. No Reino Unido, a comercialização começou bem.

Por lá, o EcoSport é mais bem equipado: sua versão básica tem os mesmos itens do EcoSport brasileiro com upgrade e mais ar-condicionado digital, sensor de pressão dos pneus e um airbag extra (para joelhos, chegando ao total de sete bolsas). O preço é de 15 mil libras, R$ 56.916 na conversão direta, para a versão única Titanium com motor 1.5 de 112 cv (com motor Ecoboost -- turbinado -- de 125 cv, o preço sobe 1 mil libras, saltando 2.500 libras para o 1.5 a diesel, de 91 cv). Ainda assim, nada de cinco estrelas.

Segundo o Euro NCAP, o EcoSport oferece bons níveis de proteção a adultos (93% do máximo) e crianças (77%) e nível aceitável para pedestres em caso de atropelamento (58%), mas peca nos equipamentos de assistência, itens que agora compõem parte da nota e podem definir perda de estrela se não existirem: o aviso de cintos desafivelados só valem para os bancos da frente ("e crianças, que se sentam atrás são as mais propensas a esquecerem dos cintos", aponta o instituto) e o limitador de velocidade (uma das funções do cruise control) só está disponível como opcional.

Alguns podem até achar os argumentos do Euro NCAP injustos, mas temos aqui uma velha máxima, com a qual UOL Carros concorda: a vida humana não tem preço. Assim, qualquer... upgrade que sirva para preservá-la deve ser item de série.

  • Ford EcoSport no Euro NCAP

    i3: é novo, é elétrico, é "online", mas não deu...

MUNDO NOVO
Além do EcoSport, o Euro NCAP avaliou outros dez modelos. O mais chamativo deles é o o elétrico BMW i3, que tem chances de vir ao Brasil em um ou dois anos e obteve quatro estrelas, também por não ter avisos de cinto para bancos traseiros, pelo acesso complicado pelas portas traseiras menores e pela baixa segurança ao pedestre caso este colida contra a base do para-brisa. Isso apesar de contar com um sistema que avisa imediatamente a montadora e sua central de segurança em caso de acidente. Segundo relatos do NCAP e da imprensa europeia, a BMW chegou a cogitar mandar uma equipe de resgate aos locais de teste, pensando se tratar de um acidente real (as validações são feitas em locais e dias não revelados).

Também passaram pelo crivo da entidade o novo médio Peugeot 308 (cinco estrelas); o hatch compacto Mazda 3 (cinco estrelas);  os sedãs de luxo Infiniti Q50 e Maserati Ghibli (ambos cinco estrelas); o monovolume Nissan Note (que tem planos de ser fabricado no Brasil, com quatro estrelas); o crossover Mitsubishi Outlander (vendido no Brasil, cinco estrelas); e os utilitários a Ford Tourneo (cinco estrelas); Mercedes-Benz Citan (quatro estrelas); e Volkswagen T5, uma espécie de herdeiro da Kombi, mas que mostra que ter muito mais segurança do que a Kombi jamais sonhará em ter pode não ser o bastante (quatro estrelas).          

$!$render-component.split('/')[$math.sub($render-component.split('/').size(), 1)]

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo