Carros

Com novo SUV, Lexus planeja barrar vida mansa do Evoque no Brasil

Claudio Luís de Souza/UOL
Lexus LF-NX terá motor turbo de 2 litros e apelo visual mais ousado que o Evoque Imagem: Claudio Luís de Souza/UOL

Claudio Luís de Souza

Do UOL, em Tóquio (Japão)

20/11/2013 00h41

A Lexus, divisão de luxo da Toyota, confirmou na véspera do 43º Salão de Tóquio que vai importar para o Brasil a versão de produção do SUV LF-NX, que já apresentado no Salão de Frankfurt. Aqui na capital japonesa, foi a hora de anunciar não só que o modelo vai efetivamente ser fabricado, como também que terá um motor turbo 2.0 e uma data de nascimento já agendada: junho de 2014. Um mês depois, desembarca no Brasil.

Apesar de a Lexus, como outras marcas de prestígio, optar pelo aborrecido uso de letras e números para designar seus carros, o LF-NX tem grande chance de ser batizado de forma mais amigável -- em suma, de ter um nome de verdade.

A principal razão para isso é que este SUV será um produto com pretensões muito além dos Estados Unidos e do Japão, onde a Lexus têm seus maiores mercados. O LF-NX de produção quer se tornar o carro mais vendido da marca no mundo. No acumulado deste ano, a Lexus emplacou cerca de 500 mil carros no planeta.

A dica para fazer um SUV relativamente compacto (são 4,64 metros de comprimento) e de teto baixo (1,62 de altura), com jeitão enfezado, mas vocação urbana, além de preço relativamente mais barato, pode ter vindo do incrível sucesso do Range Rover Evoque, jipinho-quase-cupê da Land Rover que este ano (até o final de outubro) já emplacou robustas 5.315 unidades no Brasil (mais que Volkswagen Tiguan, Toyota RAV4 e Fiat Freemont). O sucesso do Evoque foi tão grande que, pouco a pouco, toda a gama da marca dos jipões de luxo vai ganhando os traços do modelo.

QUANTO É?
O LF-NX mostrado aqui em Tóquio é maior que o Evoque (este tem 4,36 metros; são 28 cm a menos), mas a altura é semelhante (1,63 m). O LF-NX promete 4 cm a mais no entre-eixos (2,7 m ante 2,66 m), o que pode ser um trunfo ao garantir mais espaço para quem viaja no banco traseiro (e melhor ainda se a carroceria foi encurtada um tantinho sem perder em conforto horizontal). 

A Lexus também quer seduzir uma parte do público do rival com um estilo bem mais agressivo, cheio de vincos e reentrâncias (que certamente serão amenizados no carro de produção) e dominado pela grade "acinturada" característica da marca japonesa.

Não há previsão de valores para o LF-NX. O carro será fabricado no Japão e no Canadá -- os Lexus vendidos no Brasil atualmente (cerca de 25 unidades/mês) são importados destes dois países. Vale observar que o Evoque tem ampla faixa de preços, de R$ 157 mil a R$ 264 mil, o que facilitaria a vida da Lexus para posicionar o seu jipinho. Hoje, a única opção da marca no segmento é o RX350, jipão com motor V6 de 3,5 litros e 4,77 metros de comprimento, além de visual desatualizado em relação à identidade da marca. Custa R$ 256 mil.

Viagem a convite da Toyota

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo