Carros

EUA vão investigar incêndio de elétricos da Tesla e recall é possível

Do UOL, em São Paulo (SP)

19/11/2013 17h51

A agência norte-americana NHTSA (responsável pela segurança de trânsito no país) afirmou nesta terça-feira (19) que vai investigar os três casos de incêndio espontâneo com o sedã elétrica Tesla Model S em caráter "preliminar".

De acordo com a agência de notícias "Automotive News", este é o primeiro passo no processo que leva ao recall de automóveis nos Estados Unidos. Em um mês e meio, foram relatados incêndios com duas unidades do Tesla S no país levantando dúvidas sobre a qualidade do acabamento do assoalho e do revestimento do compartimento de baterias do modelo. 

Em dois dos casos, o fogo começou após os carros passarem sobre detritos metálicos no asfalto que teriam, aparentemente, perfurado as baterias de íon-lítio. O terceiro foi relatado no México em 18 de outubro, após acidente em alta velocidade.

Ninguém se feriu nas três ocorrências, mas a imagem da Tesla foi arranhada nos Estados Unidos, onde a empresa vende os carros como sendo "os mais seguros da América", derrubaram as ações da empresa e repercutiram mundialmente a ponto da Panasonic, que produz as baterias, fazer um evento destacando a segurança do componente em sua apresentação prévia ao Salão de Tóquio 2013.

RECALL, SIM OU NÃO?
David Strickland, administrador da NHTSA, afirmou ter notificado a Tesla na última sexta-feira (15) sobre a abertura da investigação formal. O executivo rebateu ainda a informação de que a agência teria sido procurada pelo presidente da Tesla, Elon Musk, numa tentativa da empresa de elétricos de rebater "falsas percepções" sobre a segurança de seus carros.

Para Strickland, se a fabricante tivesse procurado a NHTSA, seria o primeiro indício de que realmente há alguma falha com os modelos.

Na segunda-feira, Musk publicou no blog oficial da Tesla texto no qual afirma que não há qualquer risco ou avaria que leve a um recall, mas também afirmou que a empresa liberou uma instrução automática ("over-the-air", já que os carros da Tesla têm atualização de sistema semelhante aos de telefones celulares ou videogames, inclusive com recepção por sinal wi-fi ou 3G/4G) para que a suspensão se eleve quando o sedã estiver rodando em velocidades mais altas.

Se for necessário, após a investigação preliminar a NHTSA pode pedir análise de engenharia dos modelos envolvidos (segundo passo de averiguação) e, a partir daí, decidir ou não pelo recall.

É FOGO

  • Tennessee Highway Patrol/Reuters

    Bombeiro trabalha no rescaldo de Tesla Model S incendiado na cidade de Smyrna, Tennessee (EUA); este é o terceiro caso de auto-combustão do elétrico em pouco mais de um mês

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo