Carros

Chrysler faz recall de 1,2 milhão de picapes Ram; Brasil se livra

Divulgação
Chrysler descarta inclusão da 2500 Laramie, vendida no Brasil, no recall por falha na suspensão Imagem: Divulgação

Leonardo Felix

Colaboração para o UOL, em São Paulo (SP)

11/11/2013 15h05

A Chrysler anunciou no último fim de semana um mega-recall com 1,2 milhão de picapes da marca Ram, programado para o início de 2014. A convocação envolve unidades vendidas nos Estados Unidos, Canadá e México, mas também afeta 18 mil utilitários emplacados em outros países. A princípio, o Brasil não está envolvido no chamado -- por aqui, apenas o modelo 2500 Laramie está à venda.

Procurada por UOL Carros, a Chrysler do Brasil afirmou não ter informações sobre a falha em qualquer unidade circulando no país e que conste da lista de afetados.

O recall será efetuado em três etapas: a primeira englobará 842,4 mil unidades dos modelos 2500 e 3500, produzidos entre 2003 e 2008; na segunda, serão revisados 294 mil picapes 1500, 2500 e 3500 feitas entre 2008 e 2012; já a terceira envolverá 43,5 mil Ram 4500 e 5500, também montadas entre 2008 e 2012.

O motivo do recall foi a descoberta de que, em diversos modelos construídos entre 2003 e 2012, um dos braços de suspensão foi encaixado de forma desalinhada, seja no processo de montagem ou na inclusão do sistema de direção assistida. Com a falha, a peça pode se quebrar durante o movimento, acarretando perda de controle e eventuais acidentes.

Em comunicado oficial, a própria fabricante admitiu que já registrou sete acidentes por conta do problema, sendo seis deles só com os modelos Ram 2500 e 3500. Duas pessoas teriam se ferido.

Só nos Estados Unidos, a previsão é de que 968 mil veículos sejam vistoriados, junto com mais 157 mil no Canadá e outros 37,1 mil no México. De acordo com a montadora, o elevado número de utilitários convocados é mais uma medida de precaução, pois "cerca de 726 mil unidades não devem precisar de reparos". A partir de dezembro, os proprietários receberão e-mails com as instruções de procedimento.

A previsão é de que os trabalhos comecem em janeiro do ano que vem. No caso dos modelos 4500 e 5500, pode ser que as concessionários tenham de fazer um trabalho emergencial de realinhamento da suspensão, sem substituição dos braços originais, pois a produção das novas peças pode ficar pronta só para o fim de 2014.

SEGUNDA CHAMADA
Aparentemente livre de problemas desta vez, o Brasil tem ao menos três recalls da Chrysler ativos. Em outubro, a montadora americana chamou proprietários do utilitário Jeep Cherokee por falha de airbag nas unidades construídas entre 2002 e 2003 -- destas, 49 unidades no Brasil.

Antes, em setembro, a convocação foi para o modelo Town & Country, por defeito no airbag lateral. Em agosto, 1.877 unidades do SUV Jeep Grand Cherokee feitas entre 2005 e 2010 foram chamadas por conta de falha elétrica.

Há ainda outro grande recall, feito há pouco mais de dois meses, com 512 mil unidades da Chrysler, Dodge, Jeep e Ram para correção de erros em sistemas como o de controle de apoio à cabeça, estabilidade e airbag e para a substituição de parafusos da suspensão. Esta falha, no entanto, não afetou carros vendidos no Brasil.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo