Carros

Novo Golf, por enquanto, é só para quem tem R$ 85 mil

Do UOL, em São Paulo (SP)

29/10/2013 22h52Atualizada em 30/10/2013 10h30

Quer levar o novo Golf para casa, mas não tem cacife para comprar as versões mais caras? É bom mudar de planos ou esperar sentado: a Volkswagen só tem à disposição, pelo menos até janeiro, configurações que custam acima de R$ 85 mil.

O valor citado é o da versão Highline 1.4 TSI (que, com motor turbo a gasolina com injeção direta, 140 cavalos e câmbio manual de seis marchas, parte de R$ 67.990), mas equipada com opcionais que elevam o valor em mais R$ 15 mil.  

Não há ágio, porém. As lojas procuradas pela reportagem têm seguido exatamente os preços exibidos pelo configurador do site oficial da marca.

EXISTE, SÓ QUE NÃO
Após entrar em contato, nesta terça-feira (29), com mais de 30 concessionárias de todo o Brasil, UOL Carros encontrou apenas uma unidade do hatch a R$ 67.990. Foi em Fortaleza (CE): "Caso você queira realmente o carro, é melhor vir comprá-lo hoje", alertou o vendedor.

A OPINIÃO DO LEITOR

Se alguém me trouxer um Novo Golf de entrada e me vender por R$ 67.990, pago R$ 10.000 só de recompensa

PedroCostaSC

Para colocar um Golf na garagem neste momento, só levando versões superiores. O Highline 1.4 TSI DSG (câmbio de dupla embreagem e sete marchas) é encontrado apenas no pacote "completaço" (kit Premium, com  todos os opcionais possíveis), por cerca de R$ 115 mil. Com este montante, é possível sair da loja a bordo do sedã executivo Passat, com preços a partir de R$ 114.500 -- para ficar na própria Volks.

No topo, as coisas ficam mais fáceis: é possível encontrar o esportivo GTI (2.0, turbo, 220 cv e câmbio DSG de seis marchas) tanto na configuração mais barata, de R$ 94.990 (bancos de tecido, por exemplo), quanto nas mais equipadas, de R$ 110.990 e R$ 126 mil (teto solar e itens avançados de conectividade e segurança).

No geral, a previsão dada pelas revendas é de que as versões mais baratas só estarão no estoque entre meados de dezembro e a primeira quinzena de janeiro. Vale a pena esperar? O ideal é que o comprador faça os cálculos, certifique-se da urgência pela compra do carro novo e, principalmente, fuja de qualquer acréscimo sugerido por lojistas. Lembra do "alerta" do vendedor cearense relatado mais acima? Pois ele completou: "Se você só puder vir na semana que vem, dá para segurar o carro, mas aí vai ter de por [mais] R$ 10 mil".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo