Carros

Na concessionária, corte o papo de ano-modelo e "preço futuro"

Samuel Gomes/UOL
Golf 7 demora a chegar, mas vendedores chamam o atual de "novo" -- afinal, o ano-modelo é 2014... Imagem: Samuel Gomes/UOL

Do UOL, em São Paulo (SP)

Para zerar os estoques, vendedores de concessionárias consultadas por UOL Carros nesta segunda-feira (29) afirmam que carros prestes a mudar completamente são "novos" e/ou "modelo 2014", mesmo sabendo melhor do que ninguém que a nova geração está para chegar. É o que acontece com o Volkswagen Golf. Um consultor de uma revenda da capital paulista afirmou categoricamente que possuía o "novo Golf 2014 à pronta entrega".

Mas será que estamos falando do Golf 7? O vendedor disse que sim: "É o Golf 7, confie em mim".

A 7ª geração do modelo deve ser apresentada apenas em setembro, e talvez não seja vendida no Brasil antes do ano que vem. No entanto, é verdade que a geração atual já está no ano-modelo 2014. Trata-se do bom e (principalmente) velho Golf 4, apresentado pela Volkswagen em março. O verdadeiro "novo Golf", como admitiram outros vendedores, chegará como ano-modelo 2015. Essa confusão, claro, é acirrada pelo hábito de as montadoras anteciparem o ano-modelo de seus carros em quase um ano, em certos casos.

Também complica o batismo com o adendo "New" ou "Novo". É o caso do Cerato 2014, que foi apresentado pela Kia como All-New Cerato, já que a geração anterior era chamada de... New Cerato. Há vários outros modelos New ou Novo que já não são tão frescos assim: Novo Uno, Novo Gol, New Civic, New Fit etc.

O Ford Focus também está prestes a mudar, mas alguns concessionários, com a mesma sede por vendas, oferecem modelos 2013/2013 como sendo do "novo Focus". Na tentativa de convencer a reportagem de UOL Carros (que não se identificou como tal) a ficar com o que a loja tinha no estoque, uma revenda do Rio de Janeiro disse que o Focus de terceira geração só chegaria entre novembro e dezembro, e que será "muito mais caro".

"Vai ficar mais caro"

  • Murilo Góes/UOL

    Concessionários da Renault não negam que o Logan muda em breve, mas também não deixam de chamar o atual de "novo": a resposta padrão é dizer que o modelo 2014 "será mais caro e ainda demora a chegar".

O Renault Logan, que também muda dentro de alguns meses, sofre com algo parecido. Lojistas da marca não negam que o modelo 2014 será bem diferente, mas também não deixam de chamar o atual de "novo". Para completar, a repetição da isca para o Focus: "O Logan 2014 será muito mais caro e só chega em novembro", disse um consultor.

NÃO SE DEIXE ENGANAR
É claro que isso não acontece em todas as lojas. Alguns dos vendedores que conversaram com UOL Carros abriram o jogo e recomendaram a espera pelas novas gerações dos modelos de suas marcas.

A seguir, veja seis dicas para não ser enrolado:

1) Quando se decidir por um modelo, de qualquer marca, procure saber quando a atual geração (ou facelift) chegou ao mercado. Cada geração (mudança radical) dura de cinco a oito anos; o facelift (mudança cosmética) acontece na metade desse período.

2) Ignore termos como New, Novo, All-New etc. agregados ao nome do modelo: eles não têm nenhuma ligação com o verdadeiro status do carro e são puro estratagema de marketing.

3) Um carro é 2012/2013 quando foi fabricado em 2012, mas já é o modelo atualizado para este ano; o problema é que as fábricas antecipam o ano-modelo (algumas a ponto de, em fevereiro último, já estarem em 2014), e por isso uma geração totalmente nova pode "atropelar" a anterior.

4) A data que vale para cotar um carro é a do ano-modelo (na Tabela Fipe, por exemplo).

5) É verdade que a nova geração de um modelo pode custar mais caro que a anterior, mas em vários casos a diferença não é tão grande, fazendo valer a pena esperar -- além disso, várias montadoras têm aumentado o período de garantia nos novos modelos.   

6) Por fim, uma dica "ao contrário": caso você não se importe em ter um modelo superatualizado, comprar um carro que está a ponto de mudar (ou mesmo logo depois, quando sobram unidades em estoque) pode ser um belo negócio devido aos descontos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Carplace
Carplace
Carplace
Carplace
Carplace
Da Redação
Da Redação
UOL Carros

UOL Carros

Cristiano Ronaldo testa supercarro de R$ 7,8 milhões

Dizer que seu produto foi testado e aprovado por uma das maiores estrelas do futebol parece ser um bom argumento de vendas. Foi o que a Bugatti fez. Não que ela precise de muito esforço para vender o hiperesportivo Chiron, mas ainda assim a marca preparou um vídeo promocional em que Cristiano Ronaldo, multicampeão pelo Real Madrid, é convidado para acelerar o supercarro. O atacante experimentou o modelo de absurdos 1.521 cv de potência, capaz de fazer o 0-100 km/h em 2,5 segundos e de alcançar máxima de 420 km/h (e olha que ela é limitada eletronicamente), acompanhado do piloto de testes da marca francesa, Andy Wallace. Confira no vídeo. O próprio jogador fez marketing em cima da ação e publicou imagens do teste em seu Instagram, faturando milhares de curtidas entre seus 91 milhões de seguidores. Dono de um Veyron, antecessor do Chiron, o atual melhor jogador do mundo tem uma coleção de carrões de luxo de fazer inveja, formada por modelos da Ferrari, Porsche, Lamborghini e Rolls-Royce, só para citar algumas marcas. São alguns dos carros do craque os que aparecem ao seu lado no início do vídeo. Ao final da peça, Wallace sugere a Ronaldo que, caso ele queira "ficar com a chave" do Chiron, basta "ligar para a Bugatti?. Não se surpreenda se o goleador lusitano resolver incrementar sua coleção com o Chiron. Para isso ele terá de desembolsar modestos 2,4 milhões de euros, o equivalente a R$ 7,8 milhões.

Best Cars
AutoEstrada
Carsale
Carplace
AutoEstrada
UOL Carros - Blogs - Blog Car and Driver Brasil
Carpress
Carplace
Carpress
Car and Driver
Carplace
Car and Driver
Carpress
Carplace
AutoEstrada
Best Cars
Best Cars
Carsale
Carplace
Carros
Carplace
AFP
Carplace
Best Cars
Carplace
Carplace
Carplace
Best Cars
Carplace
Motos - Da Redação
Carplace
Da Redação
Carplace
Best Cars
Carpress
Carplace
Carplace
Da Redação
Da Redação
Carplace
Carpress
Carplace
AutoEstrada
Topo