Carros

Ram 2500 de "Homem de Aço" fica longe, mas anuncia Mopar no Palio

Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em São Paulo (SP)

05/07/2013 21h16Atualizada em 05/07/2013 22h15

Alguém mais rápido que uma bala, mais forte que uma locomotiva e capaz de voar mais alto que um avião precisa de carro? Se for no mundo do cinema e do marketing automotivo -- definidos por cifras milionárias --, sim. O jeito, então, foi arrumar algo gigante para servir ao Super-Homem do filme "Homem de Aço", que estreou nos Estados Unidos em junho e chega ao Brasil este mês: a picape "carga pesada" Ram 2500 Power Wagon foi escolhida e recebeu customização da Mopar (a grife de peças e personalização da Chrysler) para dar origem à Power Wagon Man of Steel Edition. No Brasil, não veremos a picape-monstro, mas a Mopar chegou nesta sexta-feira (5), com um kit para o Fiat Palio. 

Por partes. Segundo fontes da marca a picape customizada terá o mesmo comportamento do ator Henry Cavill -- que deu o cano no Brasil ao desistir de participar da divulgação do filme por aqui por conta dos protestos nacionais -- e não vem. Aqui, temos algo próximo, mas não idêntico: a versão Laramie (saiba como ela anda aqui). Com a Mopar, por outro lado, há final feliz. Ou começo.

LÁ RAM, AQUI PALIO

  • Divulgação

    Divulgação em estilo de HQ mostra Clark Kent "agroboy" à frente da 2500 Power Wagon.

    No Brasil, primeira ação da Mopar é com "Kit Sensor Alerta": alarme, rádio e sensor de estacionamento para o Fiat Palio.

  • Divulgação

A Chrysler e sua controladora Fiat anunciaram a chegada da divisão de personalização ao país por meio de um kit simples (do ponto de vista estético e de marketing): o sensor de ré e alarme se integra ao rádio próprio, que nem é tão vistoso, mas sinaliza a distância dos obstáculos e ainda permite controlar temporização de luzes internas e o travamento das portas. Na sequência, kits visuais para os carros das duas marcas estarão nas redes.  

É a mesma proposta vista nos Estados Unidos: dar novos trajes e alguns "super poderes" aos modelos das sub-marcas Dodge, RAM, Chrysler e, claro, Fiat (por lá, a linha Cinquecento já enverga faixas e adereços da Mopar).

AO ALTO E AVANTE
De volta à picapona: a 2500 Power Wagon Man of Steel é filha única, como o próprio Super-Homem. Uma única unidade foi produzida para rodar os EUA durante o período de divulgação comercial e estreia do filme. UOL Carros viu o utilitário de perto, em frente à tenda da Mopar, durante visita ao campo de provas da Chrysler em Chelsea, na região de Detroit (releia aqui a avaliação do sedã Dodge Dart GT feita por lá).

Originalmente, a picape 2500 Power Wagon custa US$ 46.755 (R$ 105.600 limpos) e já tem visual bastante aterrador. O preço da personalização, exclusiva, não foi divulgado. O que se sabe é que os 6.707 kg (peso bruto total), mais de 6 metros de comprimento e 1,87 m de caçamba da gigante foram recobertos por pintura especial cinza (Dark Ceramic), grade com frisos vermelhos, aplicações em vinil e emblemas cromados reproduzindo o "S" estilizado do Super-Homem. Rodas aro 17 na cor preto Satin completam o visual.

Não há mudanças sob o capô, onde a força vem do motor Hemi V8 de 5,7 litros gera 388 cv de potência (a 5.600 giros) com torque de 55,26 kgfm (4.000 rpm) gerenciado por câmbio automático de seis marchas, com tração 4x4 e bloqueio dos diferenciais dianteiro e traseiro.  

Claro, um veículo de passeio normal poderia ter sido escolhido, talvez até um esportivo da Dodge ou um SRT Viper. Mas além de cruzar universos com outro blockbuster de Hollywood ("Velozes e Furiosos 6" já colocou modelos Dodge na pista -- reveja os carros do filme aqui), teria pouco a ver com a mitologia do homem de aço. Criado pelos pais adotivos no interior do rural Estado do Kansas (EUA), Clark Kent certamente teria um truck americano, fosse um terráqueo de fato.

É bom dizer que Chrysler e Fiat colocaram, sim, outros modelos na divulgação do filme: promoções nos Estados Unidos entregam unidades de Chrysler Delta e Ypsilon -- modelos da marca, que nada mais são que carros da italiana Lancia com logos americanos -- aos premiados. Mas vamos deixar dar um "corta" nesta cena...

  • Divulgação

    Interior também ganha cores alusivas ao homem de aço, mas carneiro é mantido no volante

Viagem aos Estados Unidos a convite da Chrysler

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo