Carros

Volkswagen Gol Rallye, R$ 45.580, limita aventura a nome e visual

André Deliberato

Do UOL, em São Paulo (SP)

É moda entre as montadoras dar roupagem aventureira a um carro, seja qual for a carroceria. Para isso basta adicionar, basicamente, adereços plásticos nas caixas de rodas, saias laterais, spoilers, rodas diferenciadas (normalmente escuras) e pneus de uso misto, além de dar uma leve levantada na suspensão.

Nem o Gol, o modelo mais vendido do país, escapa. Sua versão aventureira chama-se Rallye e acaba de chegar à quarta encarnação, por R$ 45.850 com câmbio manual e R$ 48.580 com transmissão automatizada, sempre com motor de 1,6 litro, flexível, de 104 cv com etanol. E desde o começo de maio existe também uma opção básica, com mudanças mais suaves e motor 1.0 TEC de 76 cv máximos -- chamada Track, começa em R$ 33.060 e já foi avaliada por UOL Carros (releia aqui).

Nas lojas, as boas vendas desses modelos mostram que o brasileiro gosta da ideia: CrossFox, Sandero Stepway, Uno Way, Saveiro Cross, entre outros, figuram sempre no topo do ranking. O próprio sucesso de EcoSport e Duster, veículos maiores e que já nasceram com espírito aventureiro, é outra prova disso.

UMA VEZ GOL, SEMPRE GOL
Logo após o lançamento, UOL Carros rodou com uma unidade do novo Rallye com câmbio manual por uma semana. Por dentro, praticamente não se enxergam diferenças entre o carro aventureiro e um Gol Highline, exceto pelos bancos com grafia exclusiva e pelas pedaleiras cromadas, acessórios na versão "civil".

O nível do acabamento (repleto de plástico duro, mas que não é de má-qualidade) e o espaço para os passageiros também é o mesmo. Quadro de instrumentos tem boa visibilidade e o sistema de rádio -- opcional de R$ 1.155, que agrega computador de bordo e volante multifuncional -- é intuitivo e tem fácil manuseio.

Quem vai atrás tem exatamente o mesmo espaço de quem vai em um Gol 1.0: regular quando há duas pessoas, desde que os passageiros da frente não tenham mais de 1,80 m, e ruim se houver três ocupantes. O terceiro passageiro tem apoio de cabeça, o que ainda é diferencial no segmento, mas usa cinto sub-abdominal. E o porta-malas leva os mesmos 285 litros que qualquer outro Gol.

  • Murilo Góes/UOL

    Terra é sinônimo de rali, mas não do Rallye: hatch tem pneu de asfalto e pouca aptidão off-road

IMPRESSÕES AO DIRIGIR
As respostas do carro são as mesmas de um Gol 1.6: o bom torque, mesmo em rotações mais baixas, permite acelerações e retomadas ligeiras, sempre ajudadas pelos engates precisos do câmbio. Ainda assim, o motor 1.6 VHT, da família EA111, tem sintomas que denunciam idade avançada. O primeiro deles é a aspereza, com alto ruído que invade a cabine e incomoda os ocupantes acima de 4.000 rpm, principalmente se o rádio estiver desligado. A falta de capricho no isolamento acústico do interior contribui para isso.

Outro problema é a falta de potência. Não que os 104 cv sejam insuficientes para o regime urbano e alguma escapada nos finais de semana, mas atualmente qualquer motor 1.6 é capaz de render 115/120 cavalos. E esse "atraso" também interfere no consumo: na cidade, o carro avaliado registrou média de 5,7 km/l. Na estrada, subiu para 7,6 km/l. São números piores que os do Gol Track e que passam longe, bem longe, dos valores do Gol Bluemotion.

MUDA PARA SER IGUAL
Quem achou que a suspensão 28 mm mais alta poderia render problemas de estabilidade, se enganou: os 2,8 cm a mais são compensados por um conjunto mais firme de molas e amortecedores. A sensação que o Rallye passa em curvas é a mesma de se guiar um Gol 1.6 comum, com suspensão no ajuste normal. Mas valetas, lombadas e buracos -- obstáculos de ruas e avenidas que cada vez mais se parecem com picadas -- são vencidos mais facilmente.

Nem tudo é vantagem: a altura extra atrapalha o Gol Rallye em velocidades mais altas, criando ruído aerodinâmico e deixando a cabine ainda mais barulhenta.

CONTRADIÇÃO
Durante o lançamento do novo Rallye, a Volkswagen também anunciou a estreia do Gol Track, opção "descolada" mais em conta, com motor 1.0 e suspensão 23 mm elevada, "para quem não tem poder aquisitivo ou não quiser" comprar o mais caro.

Um ponto contraditório, porém, chamou a atenção dos jornalistas: por que o Rallye é equipado com pneus de asfalto, de perfil baixo, e o Track usa pneus de uso misto? Não seria correto ter a versão mais cara -- e, teoricamente, mais preparada para o off-road -- com pneus diferentes? A Volkswagen diz se basear em pesquisas: "Percebemos que o cliente do Gol Track utiliza mais estradas de terra e cascalho do que o do Rallye, que procura no carro apenas um visual diferenciado e mais esportivo", afirma um representante da marca. 

Essa resposta é capaz de concluir nossa avaliação: se você quer visual diferente, precisa encarar um terrinha batida leve ou a buraqueira urbana, mas abre mão de resposta mais forte ao acelerador, fique com o Track e guarde os R$ 12.790 (a diferença de preço para o Rallye) para gastar com outra coisa.

Visual é importante? O Gol Rallye agrada, mas por R$ 45 mil existem outras opções no mercado. Quer um aventureiro? Há o Renault Sandero Stepway (R$ 43.790 com motor 1.6 de 106 cv e mais espaço) ou o Hyundai HB20X (R$ 48.755 para entregar até 128 cv e estilo mais atual). Ou ainda: quer mais visual, tecnologia, segurança e espaço? Vá de Ford New Fiesta (a partir de R$ 38.990), Peugeot 208 (desde R$ 39.990) ou Citroën C3 (R$ 41.055).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Carpress
Carplace
AutoEstrada
MotorDream
AutoEstrada
Carpress
Carplace
Carpress
MotorDream
Carpress
Best Cars
Carplace
Car and Driver
UOL Carros - Blogs - Blog Car and Driver Brasil
Da Redação
AutoEstrada
Carplace
Carplace
Carsale
Best Cars
Carsale
Carplace
Carplace
Carsale
AFP
MotorDream
Carplace
MotorDream
Carplace
Carplace
MotorDream
AutoEstrada
Carplace
Best Cars
Carplace
MotorDream
Da Redação
Carplace
Da Redação
MotorDream
MotorDream
MotorDream
MotorDream
AutoEstrada
Carplace
Carplace
AutoEstrada
Carplace
UOL Carros - Blogs - Blog Car and Driver Brasil
Carplace
Carpress
Topo